Política

VERGONHA: Roberto Dias, ex-diretor de logística do MS, é preso por mentir à CPI da Covid

Roberto Dias CPI da covid
Foto: Reprodução
Escrito por Zukka Brasil

O presidente da CPI da Covid, senador pelo Amazonas Omar Aziz, deu voz de prisão para o ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias, que presta depoimento nesta quarta-feira (7).

A decisão ocorre após revisitarem, em reportagem da CNN, áudios que desmentem a versão de Dias sobre encontro acidental com o cabo da Polícia Militar Luis Paulo Dominguetti em que o policial diz que o ex-diretor pediu propina de um dólar por dose de vacina.

“Eu dei todas as chances, vossa excelência não quis responder porque tiraram o senhor, porque trocaram assessores diretos seus. O senhor está detido pela presidência da CPI”, disse o presidente Omar Aziz (PSD-AM).

Os senadores discutiram sobre a prisão: “Se o depoente esteve aqui, prestou o compromisso de dizer a verdade e faltou coma verdade, impõe-se a prisão em flagrante”, defendeu o senador Fabiano Contarato (Rede-ES).

Outros afirmam que o general Pazuello, ex-ministro da Saúde e Wajngarten, ex-secretário de comunicação do governo, mentiram e não foram presos.

Por fim, Aziz encerrou a sessão com a decisão de prisão do depoente:

“Tenho sido desrespeitado como presidente da CPI ouvindo historinhas. Não aceito que a CPI vire chacota. Nós temos 527 mil mortos, e os caras brincando de negociar vacina! Ele está preso por perjúrio.”