Saúde | AM

Vacina Manaus: Público de 18 a 59 anos, com comorbidades, volta a vacinar em Manaus

Vacinação em Manaus Covid-19 | Foto: Valdo Leão / Semcom
Vacinação em Manaus Covid-19 | Foto: Valdo Leão / Semcom
Escrito por Zukka Brasil | AM

Os sete postos de vacinação da Prefeitura de Manaus, em toda a cidade, receberam neste sábado, 8/5, pessoas de 55 a 59 anos, portadoras de alguma das comorbidades constantes no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação, para a primeira dose da AstraZeneca/Oxford, iniciando, assim o ciclo de imunização contra a Covid-19. Desde o dia 28 de abril a aplicação da D1 estava suspensa, para que não faltasse vacina para quem já havia recebido a primeira dose.

Elas estão entre as cerca de 70 mil pessoas de 18 a 59 anos, com comorbidades, que preencheram o cadastro na plataforma “Imuniza Manaus” e ainda não receberam o imunizante.

Com a chegada de mais uma remessa da vacina AstraZeneca, nesta semana, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) pode retomar a primeira dose, dentro do prazo previsto pela titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Shádia Fraxe, de dez a 15 dias, quando do anúncio da suspensão.

“Hoje faz exatamente dez dias que suspendemos a aplicação da D1, como forma de assegurar que não viesse a faltar, também, a D2. Seguindo a orientação do prefeito David Almeida, nossa equipe tem feito ajustes e remanejamentos e Manaus segue mantendo a campanha, sem precisar suspender na totalidade, como tem acontecido com outras cidades”, destacou.

Poderão ser vacinados os integrantes desses grupos que tenham feito o cadastramento na plataforma “Imuniza Manaus” (http://imuniza.manaus.am.gov.br/). A Semsa orienta a quem ainda não tenha feito o cadastro que faça, porque permite que o atendimento no posto seja mais rápido.

Calendário

Até o final da semana, a prefeitura estará vacinando os remanescentes do grupo das comorbidades.

Na segunda-feira, 10/5, será a vez dos que têm entre 50 e 54 anos; na terça, dia 11/5, os de 45 a 49 anos; na quarta, 12/5, os de 40 a 44 anos; na quinta, 13/5, os de 30 a 39; e na sexta, 14/5, os de 18 a 29 anos. No sábado, 15/5, a Semsa fará uma repescagem final para todas as idades, encerrando a etapa de atendimento das pessoas contempladas neste grupo prioritário.

Quem vai receber a primeira dose da vacina deve apresentar laudo médico ou outro documento específico que comprove a doença preexistente, conforme definido pelo Ministério da Saúde.

Nos casos de obesidade, é aceita declaração assinada por qualquer profissional de saúde de nível superior; os que têm hipertensão e diabetes, podem apresentar receita médica, em papel oficial do SUS ou da rede privada; para pessoas vivendo com HIV, são aceitos o cartão de identificação emitido pelo serviço de saúde; a declaração do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (Siclom); ou o resultado de exames específicos (carga viral ou CD4).

Todos os documentos de confirmação das comorbidades devem ser apresentados com original e cópia, uma vez que a cópia ficará retida.

Além da primeira dose, a prefeitura segue vacinando o grupo de comorbidades com a segunda dose para os grupos prioritários, que já haviam iniciado o ciclo de imunização: trabalhadores da saúde, idosos de 60 anos e mais e pessoas com comorbidades que se encontram no prazo para completar o esquema vacinal.

Vacinação a partir de segunda-feira, 10/5

Segunda-feira, 10/5 – 50 a 54 anos
Terça-feira, 11/5 – 45 a 49 anos
Quarta-feira, 12/5 – 40 a 44 anos
Quinta-feira, 13/5 – 30 a 39 anos
Sexta-feira, 14/5 – 18 a 29 anos
Sábado, 15/5 – repescagem geral desse grupo