Educação | AM

UEA inicia colações de grau em formato virtual

UEA | FOTO: Arthur Castro/Secom
UEA | FOTO: Arthur Castro/Secom
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Educação/AM – Readequando o cenário para a realidade do “novo normal”, sem deixar de lado a emoção da conquista acadêmica, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) inicia na quarta-feira (22/07) as primeiras colações de grau no formato virtual. Ao todo, 110 alunos serão diplomados nos cursos de Ciências Biológicas, Geografia, Letras, Matemática e Pedagogia.

A outorga virtual integra as ações do Plano de Retomada segura das atividades acadêmicas e administrativas da UEA.

Para a pró-reitora de Ensino de Graduação da UEA, Kelly Christiane Souza, essa medida visa, além de qualquer situação, a preservação da vida e a adequação para uma nova realidade provocada pela pandemia. Kelly destaca ainda que, apesar da ausência de familiares e amigos, a solenidade será marcada pela emoção e pela trajetória dos formandos.

“Esse modelo com certeza não é o que os formandos sonharam ou desejaram, como não foi o desejado pelos formandos de saúde que colaram grau em abril sem a presença da família e dos amigos, mas é o modelo possível e seguro neste momento. É o modelo que se adequa ao ‘novo normal’, um normal onde nada é mais importante que a vida. A história traçada por cada formando é que fará com que esse seja mais um momento ímpar da UEA”, disse a pró-reitora.

Já a diretora da Escola Normal Superior (ENS/UEA), Vanúbia Moncayo, ressalta que as colações de grau dos Cursos Regulares da unidade de forma virtual constituem um marco histórico na trajetória da UEA. Vanúbia destaca que a direção da ENS, as coordenações dos cursos, juntamente com a equipe da Reitoria da UEA, estão empenhados para realizar uma bela solenidade.

“Para a ENS, a possibilidade de realização das colações de grau de Cursos Regulares mediada por tecnologia em meio à pandemia representa a garantia de sustentabilidade das conquistas e possíveis conquistas de nossos acadêmicos, para que possam gozar dos direitos e prerrogativas que o título lhes confere. Estaremos juntos, ressignificando a importância das conquistas em um momento em que olhar o outro de forma mais humana, solidária e empática é mandatório”, concluiu.