Destaque Mundo

Tipo sanguíneo não tem relação com maiores chances de ter covid-19, afirma estudo

Covid-19: Testes rápido | Foto: Internet
Foto: Internet
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

Um novo estudo feito com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos mostrou que não há relação entre o tipo sanguíneo e a maior chance de contrair ou não covid-19. Antes, pesquisas mostravam que pessoas com tipo sanguíneo A eram mais suscetíveis ao vírus e quem tinha tipo O era menos propenso a ter a forma grave da doença.

O novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Stanford, Escola de Medicina de Utah e Instituto do Coração Centro Médico Intermountain e publicado no The Jornal of the American Medical Association utilizando base de dados de 24 hospitais e 215 clínicas de três estados americanos.

De acordo com o estudo, o “gene ABO é altamente polimórfico e os grupos sanguíneos ABO são distribuídos de forma diferente entre ancestrais e geografias”, o que explicaria a incidência maior em um tipo sanguíneo em determinado local.

“O tipo sanguíneo não foi associado à suscetibilidade ou gravidade da doença, incluindo positividade viral, hospitalização ou admissão na UTI”, afirmaram os pesquisadores no estudo.

Ainda segundo os pesquisadores ficou evidente no estudo que os homens são mais hospitalizados (50,1%) e com mais casos de internação em UTIs (61,8%).