Destaque Mundo

TESTE-PILOTO com 60 mil pessoas na Inglaterra resulta em apenas 15 novos casos de Covid-19

Teste-Piloto na Inglaterra | Foto: Reuters
Teste-Piloto na Inglaterra | Foto: Reuters
Escrito por Zukka Brasil

Apenas 15 pessoas infectadas com Covid-19 entre as 60.000 que participaram em maio de aglomerações em massa sem distanciamento social ou máscara, como parte de vários testes-piloto realizados pelo governo britânico, anunciou o ministério da Saúde nesta sexta-feira (21).

Buscando como voltar a permitir neste verão os eventos em massa após a forte redução nos casos de coronavírus, o executivo de Boris Johnson autorizou que nove grandes eventos sejam realizados sem medidas anticovid.

Três partidas de futebol no estádio de Wembley (21.000 pessoas), a cerimônia dos Brit Awards no O2 Arena (4.000 pessoas) de Londres, a final da copa do mundo de bilhar e vários eventos em Liverpool – entre eles uma festa com 3.000 pessoas e um festival de música – participaram dessas experiências-piloto.

Todos os participantes devem mostrar um teste negativo realizado 24 horas antes dos eventos, alguns dos quais sequer exigiram máscaras ou distanciamento social.

Depois de cada teste-piloto, os participantes também tiveram que realizar um teste PCR de detecção do vírus.

Apenas 15 dessas 60.000 pessoas deram resultado positivo à Covid-19.

Este número está alinhado com a taxa de infecção atual registrada entre a população britânica, que é de 22 a cada 100.000 pessoas, segundo os últimos dados oficiais.

“Esses projetos-piloto foram projetados e supervisionados cientificamente para reduzir o risco de transmissão”, comentou o ministério da Saúde, garantindo que estava “trabalhando estreitamente” com o sistema de rastreamento “para garantir que todos os contatos sejam localizados após um diagnóstico positivo”.

País mais castigado da Europa pela pandemia, com quase 128.000 mortos, o Reino Unido registra uma notável melhora de sua situação sanitária graças a um longo confinamento de inverno e uma enérgica campanha de vacinação.

Desde segunda-feira, quando a Inglaterra deu um novo passo em seu progressivo desconfinamento, os estabelecimentos culturais e os estádios podem receber até 1.000 espectadores no interior, e até 4.000 no exterior, mas sempre respeitando as normas sanitárias.

O governo planeja levantar as últimas restrições em 21 de junho, mas o avanço da chamada ‘cepa indiana’ do coronavírus, mais contagiosa, preocupa as autoridades, que podem acabar adiando essa reabertura total.