Amazonas Destaque

Teleaulas já possuem 614 alunos do Detran-AM com 16 CFCs que já aderiram ao sistema

Foto: Ascom Detran-Am
Foto: Ascom Detran-Am
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Desde o último dia 12 de janeiro, mais de 600 pessoas estão em processo de obtenção da primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por meio de teleaulas. Com a suspensão das atividades presenciais, essa foi a solução disponibilizada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) aos Centros de Formação de Condutores (CFCs) para não interromper completamente o processo da primeira CNH.

Ao todo, 16 CFCs já aderiram ao sistema de teleaulas pela internet, com 614 alunos matriculados.

As teleaulas levam os mesmos conteúdos que seriam ministrados presencialmente na sala de aula. O aluno pode acompanhar de onde estiver, seja no smartphone, computador ou tablet.

“Nossa preocupação era proporcionar um ambiente de ensino onde esse aluno pudesse dar continuidade a sua formação de condutor, mas, sobretudo, que fosse seguro do ponto de vista da integridade de dados, evitando a possibilidade de fraudes com a implantação de sistemas de segurança, tais como o reconhecimento facial, o cruzamento de informações de duas bases de dados e também a possibilidade da realização de auditoria das aulas pelo Detran-AM”, explicou o diretor-presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá Barbosa.

Tecnologia – Para a operacionalização das teleaulas, a empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam) desenvolveu o Sistema de Ensino Remoto do Detran –AM, a partir da ferramenta BigBlueButton, que é um software livre, utilizado para a realização de web conferências e aulas virtuais.

“Nossa solução registra a biometria, através do reconhecimento facial, dos alunos e instrutores; faz o monitoramento da presença deles durante as aulas; e possui uma ferramenta de auditoria do acesso e das ações de cada usuário no sistema, incluindo o endereço IP utilizado”, explicou o diretor-técnico da Prodam, Heleno Ferreira.

CFCs – Até agora 16 CFCs já aderiram à plataforma. A primeira autoescola a implantar o sistema foi a Sabbá que, inclusive, participou da fase de teste da teleaula.

A primeira turma deles iniciou no dia 12 de janeiro. “Foi uma medida excelente. Nós estamos com três turmas no sistema de teleaulas, com 50 alunos, e a procura já é grande para novas turmas, principalmente à noite”, afirmou a sócia-proprietária da Sabbá Autoescola, Lucileide Bastos.

Segundo ela, essa procura no turno noturno se dá pela comodidade das aulas. “Essas pessoas que procuram a teleaula à noite são trabalhadores que passaram o dia todo fora de suas casas, e a opção da aula remota pode lhes dar mais comodidade para assistir em suas casas”, explicou Lucileide.

Segundo o gerente da Controladoria Regional de Trânsito (CRT), que é o setor do Detran-AM responsável pelos CFCs, todas as teleaulas passam por auditoria para validar a presença do aluno.

“Nós verificamos as imagens para ver se o aluno realmente acompanhou a aula. Não é só se conectar, responder a presença do professor e desligar a câmera ou deixar ela sem ninguém. Tudo isso nós verificamos para validar a presença desse aluno”, explicou Wendel Menezes.

Novas adesões às teleaulas – O Detran-AM está preparado para atender as demais autoescolas que ainda não aderiram ao sistema de aulas remotas. O sistema vai permanecer em funcionamento enquanto o cenário de distanciamento social perdurar no país.

As teleaulas foram autorizadas em todo território nacional pela Resolução 783 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e regulamentada pelo Detran Amazonas por meio da Portaria nº 03/2020.

Essa modalidade de ensino para obtenção da primeira CNH está autorizada até enquanto durar a pandemia do novo coronavírus no país.

No Amazonas, as teleaulas só estão disponíveis em Manaus, devido à baixa qualidade da internet no interior do estado.