Amazonas Destaque

TCE-AM traz mais 25% dos servidores para o trabalho presencial, chegando a 75%

TCE-AM Amazonas
Foto: DICOM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Dando sequência à 3ª etapa do plano gradual de retorno às atividades, o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) recebe, a partir da próxima quarta-feira (1º), mais 25% do efetivo dos colaboradores para o trabalho presencial. Com aumento nesta etapa, o Tribunal de Contas passa a ter 75% de pessoal em atividade em sua sede e 25% em atividades remotas.

Com a maioria dos servidores e colaboradores já está vacinada, será exigido o cartão de vacinação. A medida foi anunciada pelo presidente da Corte de Contas, conselheiro Mario de Mello, no decorrer da 29ª Sessão Ordinária, na manhã desta sexta-feira (27). A portaria do retorno de mais 25% ainda será publicada.

“Com toda segurança diante do momento que ainda estamos vivendo, mas com a maioria dos servidores imunizados, inclusive com a segunda dose, vamos dar sequência ao plano gradual de retorno dos trabalhos presenciais. Com o retorno, solicitaremos a apresentação da carteira de vacinação, inclusive dos estagiários, e daremos apoio para que todos se imunizem o mais rapidamente possível”, informou o presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello.

A decisão de dar continuidade ao plano de retorno, aumentando assim o número de servidores trabalhando presencialmente na Corte de Contas, se deu após os estudos, em conjunto com a Diretoria de Saúde (Disau), identificarem a segurança nos protocolos adotados pelo Tribunal e a redução do número de infecções no Estado.

O Plano de Retorno Gradual das Atividades Presenciais está previsto na Portaria n.º 179/2021 e iniciou em 9 de junho deste ano, com a retomada dos trabalhos de forma híbrida (presencial e home office) e quantitativo máximo diário de 30% da capacidade de cada setor. No dia 1º de agosto, mais 20% dos servidores foram autorizados a retornar ao trabalho presencial e agora mais 25%.

Além da necessidade do distanciamento, uso de máscaras, aferição da temperatura e uso de álcool em gel, a permanência de servidores ou estagiários com sintomas gripais permanecem proibidas.

Neste período, novas medidas de higienização foram implementadas nos setores, com limpezas especiais e desinfecções nas superfícies mais utilizadas, como mesas, teclados, mouses, caixas eletrônicos, portas, e outros.

Comprovante de imunização

Será solicitada, ainda, a apresentação da carteira de vacinação a todos os servidores e estagiários da Corte de Contas imunizados, com uma ou duas doses. Estar vacinado não é requisito obrigatório para retornar às atividades presenciais, mas o TCE-AM busca aprimorar os estudos realizados pela Disau para mapear o quantitativo de funcionários já imunizados.

Com informações de Lucas Silva