Saúde | RR

Sesau reforça a importância dos cuidados com a saúde da mulher, no outubro Rosa.

Outubro Rosa. imagem: Divulgação
Outubro Rosa. imagem: Divulgação
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

O mês de outubro chegou e com ele a Sesau (Secretaria da Saúde) reforça a importância do diagnóstico precoce e da prevenção para o câncer de mama, que até maio de 2020 atingiu certa de 66.280 mulheres em todo o Brasil, segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer).

Quando descoberto na fase inicial, as chances de cura das pacientes podem chegar a 100%. Por isso, é fundamental o autoexame, pois em alguns casos, o tratamento causa poucos danos estéticos por ser necessária apenas uma cirurgia conservadora, que retira o tumor e preserva grande parte da mama. Quanto mais tarde o diagnóstico desse câncer, mais difícil o tratamento se torna, já que é preciso retirar toda a mama e ainda é necessário passar por muitas sessões de quimioterapia e radioterapia.

Segundo a mastologista Maria Cátia Rodrigues, o câncer de mama é o que mais atinge as mulheres, por isso há necessidade de descobri-lo o quanto antes. Ela explica que existem dois tipos de mamografia: a de rastreamento (recomendada para mulheres acima de 40 anos como forma de prevenção, mesmo sem nenhuma queixa) e a diagnóstica (motivada por alguma alteração, sinal de lesão e/ou sintoma que a mulher tenha que não segue o padrão normal da mama ou do mamilo daquela paciente e a partir disso começa a ser feito diagnóstico).

“Hoje, se eu pudesse dar um recado para todas as mulheres do nosso Estado, eu diria para fazerem sua parte. Façam a mamografia uma vez por ano, conheçam o próprio corpo, que se observem uma vez por mês e quando notarem qualquer alteração da mama procurem imediatamente um serviço de saúde. O importante é se cuidar”, destaca a mastologista.

NA MATERNIDADE – Para marcar a campanha Outubro Rosa em Roraima, haverá uma programação especial no HMINSN (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth) este mês. As atividades iniciarão nesta sexta-feira, 2, com uma aula de LPF (Low Pressure Fitness), procedimento conhecido como “técnica da barriga negativa”. As aulas serão ministradas por profissionais de Fisioterapia e Educação Física no auditório da maternidade, às 9h30 e às 16h. A programação segue nos dias 16, 19, 20, 21 e 26, com palestras educativas sobre saúde da mulher, prevenção do câncer de mama e colo do útero, aula sobre cuidados com a pele, dicas de maquiagem, entre outras atividades.