Saúde | AM

SES-AM lança cartilha com orientações para os usuários dos hospitais e prontos-socorros de Manaus

SES-AM cartilha hospitais prontos-socorros Manaus
Foto: Arthur Castro
Escrito por Zukka Brasil | AM

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) lançou, nesta quarta-feira (23/06), cartilha com orientações a pacientes, acompanhantes e visitantes sobre seus direitos e deveres nos hospitais e prontos-socorros (HPS) adultos da capital. As orientações visam colaborar na convivência harmoniosa e humanizada nos HPS; e ressaltar a importância do papel do acompanhante no processo de recuperação do paciente.

“Com a pandemia, verificamos a necessidade de reunir os três HPS para elaborar um material que representasse a mesma metodologia do cuidado para com as pessoas que estão internadas. É importante a preocupação das equipes em, cada vez mais, ter um olhar diferenciado para as pessoas que estão dentro das unidades, buscando se colocar no lugar dessas pessoas para termos uma melhoria da nossa assistência”, enfatizou o secretário de saúde em exercício, Silvio Romano.

A cartilha faz parte das ações do Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) do programa Saúde Amazonas e aborda diversos pontos, com informação sobre quando o usuário deve buscar uma unidade hospitalar; com orientação sobre o processo de triagem para atendimento, conforme a classificação de risco do paciente; e como os acompanhantes podem ajudar na recuperação do paciente e quais as atitudes que devem ser evitadas na unidade.

“Conseguimos dar um grande passo para um acolhimento mais humanizado e fraterno para todos os que procuram os três grandes prontos-socorros. A cartilha é uma ferramenta que orienta de forma clara e sucinta todos os acompanhantes e, também, os funcionários, que poderão utilizá-la para melhor atender todos os que procuram os HPS nos momentos mais delicados da sua vida”, afirmou o diretor do HPS Dr. João Lúcio Machado, Daniel Castro.

A gerente de humanização da SES-AM, Ana Karla Pimenta, destacou que a cartilha fortalece os direitos dos usuários e favorece o trabalho dos profissionais, pois orienta para melhoria de condutas e posturas nos ambientes dos HPS da capital, João Lúcio, 28 de Agosto e Platão Araújo.

“A cartilha é uma ferramenta de acolhimento e de comunicação com orientações, regras e normas que irão contribuir para um ambiente mais harmonioso nos hospitais. Também é pedagógica com informações sobre o perfil de cada um desses três hospitais, classificação de risco e a atenção primária, secundária e terciária”, disse a gerente.

A cartilha foi elaborada coletivamente por profissionais que compõem os GTH dos três HPS, em parceria com a Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), e será divulgada através de banners que serão instalados nos hospitais, com as orientações, com acesso via QR Code.

Alguns dos direitos do acompanhante:

>>> Estar junto do (a) paciente durante todo o período de internação, salvo quando solicitado pela equipe de saúde que se ausente;

>>> Ser informado (a) sobre o estado e procedimento (s) clínico (s) do (a) paciente;

>>> Solicitar a presença de um profissional da equipe para verificar possíveis alterações no quadro clínico do (a) paciente;

>>> Ser substituído em situações especiais;

>>> Obter a Declaração de Comparecimento para fins de justificativa no trabalho, escola e outros órgãos;

>>> Relatar na ouvidoria, qualquer reclamação, denúncia ou elogio;

>>> Receber as orientações cabíveis, sobre alta hospitalar, transferências intra-hospitalares e óbito.