Saúde | AM

Servidores da SEMED já podem se cadastrar no “Imuniza Manaus” para vacinação contra Covid-19

secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino e Prefeito e Manaus David Almeida | Foto: Alex Pazuello / Semed
Foto: Alex Pazuello / Semed
Escrito por Zukka Brasil | AM

Com o objetivo de proporcionar um retorno às aulas híbridas de forma segura, a Prefeitura de Manaus iniciou nesta terça-feira, 4/5, o cadastro de servidores da Secretaria Municipal de Educação (Semed) no site “Imuniza Manaus” (https://bit.ly/2SnwDfQ).

Assim como as pessoas com deficiência permanente, os trabalhadores da educação também fazem parte dos próximos grupos prioritários, conforme definição do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação. A imunização deve começar de acordo com o envio de novas remessas de vacina para o município.

Para fazer cadastro, o usuário deve acessar https://imuniza.manaus.am.gov.br/ e informar todos os dados solicitados.

Até o momento, aproximadamente 5 mil profissionais da rede municipal de ensino já foram imunizados. Desse total, 2.500 foram vacinados por meio do estudo “CovacManaus” e 2.521, pelo cronograma da prefeitura, seguindo os critérios de idade ou de comorbidade.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino, garantir a segurança dos profissionais neste período de pandemia é um dos principais compromissos da gestão do prefeito David Almeida.

“O prefeito e eu estamos trabalhando em várias frentes para conseguirmos a vacina para os educadores. Esta semana fomos a Brasília conversar com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, além disso o prefeito também solicitou à Procuradoria Geral do Município (PGM) uma autorização junto à Justiça Federal para iniciar a imunização de professores. Por isso, pedimos para que os profissionais da rede municipal façam o cadastro no Imuniza Manaus, porque dessa forma é mais fácil organizar o cronograma”, disse o secretário.

Retorno

A Semed trabalha com a previsão de retorno das aulas híbridas para o dia 18 deste mês, seguindo todos os protocolos recomendados pelos órgãos de saúde em garantir a segurança de alunos, servidores e pais ou responsáveis. Para isso, foi criado um comitê intersetorial, em parceria com a Semsa, que monitora, entre outras coisas, o número atual de infectados e o índice de propagação do vírus em cada zona da cidade.

“O grupo é dividido em seis eixos que o Pessoal, Controle Epidemiológico, Comunicação, Infraestrutura, Logística, Tecnologia e o Pedagógico. Realiza ainda estudos para adequação das unidades de ensino, que desde o ano passado receberam cartazes e adesivos com informações sobre o distanciamento social e de prevenção à Covid-19”, explicou Leís Batista, diretor do Departamento de Planejamento (Deplan).