Destaque Manaus

Semcom inicia 2021 com cofres sucateados para mídias de David Almeida

Prefeitura de Manaus | Foto: SEMCOM
Prefeitura de Manaus | Foto: SEMCOM
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Um “pepino” daqueles é o que o atual secretário municipal de Comunicação, jornalista Emerson Quaresma, terá pela frente nos primeiros dias de sua gestão à pasta que responde pela imagem e informações do novo prefeito de Manaus David Almeida.

Segundo matéria divulgada pelo portal Real Time 1, a ex-secretária Kellen Veras (formada em Administração), não só utilizou todo o orçamento destinado para a chamada “publicidade off” da secretaria, como ultrapassou os limites legais que determina a Lei 8.666, no que se refere ao aditivo de 25%, entre os dias 01 de julho e 31 de dezembro.

As consequências desse ato colocam Quaresma em uma sinuca de bico, já que David Almeida não poderá legalmente divulgar suas ações nos veículos tradicionais como televisão, rádio, jornais, sites e mídia exterior. Caso queira, terá que fazer uso do expediente “sem limite” da ex-secretária de comunicação e do ex-prefeito Arthur Neto.

Somente em 2020, a SEMCOM – Secretaria Municipal de Comunicação movimentou aproximadamente  R$ 80 milhões, com uso superior à MEIO BILHÃO DE REAIS durante toda a gestão do ex-prefeito Arthur Neto.

Consequências desse ato: Cabe agora ao prefeito David Almeida agir sobre a provável necessidade de realizar nova licitação para sua pasta de comunicação e denunciar os atos da gestão passada, sob pena de omissão.

O volume de veículos digitais que apresentavam baixíssima audiência à população e alto custo aos cofres públicos deverá ser divulgada no relatório de transição que Quaresma e sua equipe estão finalizando nos próximos dias.