Destaque Saúde | AM

SEDUC: 300 profissionais da Educação testam para Covid-19 no primeiro dia

Seduc Covid-19 | FOTOS: Tácio Melo
Seduc| FOTOS: Tácio Melo
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Saúde/Am – Cerca de 300 profissionais da Educação começaram a se testar para Covid-19, nesta terça-feira (18/08), no Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho (Sambódromo).

A testagem em massa é fruto da parceria entre a Secretaria de Estado de Educação e Desporto e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), e faz parte das ações voltadas ao retorno às atividades presenciais da rede estadual de ensino, iniciada em Manaus no último dia 10.

O agendamento seguirá sendo feito, por meio do aplicativo Sasi, até que todos os 15 mil servidores que atuam em escolas da capital sejam atendidos. Nesse primeiro momento, entretanto, estão sendo priorizados os profissionais de unidades do Ensino Médio. Os servidores que atuam em escolas do Ensino Fundamental (anos iniciais e finais) deverão ser testados em outra oportunidade, com data a ser anunciada pela Secretaria de Educação.

De acordo com a secretária executiva adjunta da Capital, professora Arlete Mendonça, a testagem é uma das ações que integram o plano de retorno às atividades presenciais, em Manaus.

“É necessário que o servidor baixe o aplicativo [Sasi], faça o seu agendamento e cumpra o local, a data e o horário marcados. Estamos, aqui, em uma ação que vai contemplar cerca de 15 mil profissionais, para que possamos oferecer à sociedade, aos alunos, pais e servidores a tranquilidade de que teremos, sim, um retorno seguro e responsável”, afirmou secretária da Capital.

Diretor técnico da FVS-AM, Cristiano Fernandes acredita que a testagem em massa é uma estratégia importante para a volta às aulas na capital.

“É mais uma medida de segurança para a retomada das aulas no ano letivo, considerando o cenário de redução do número de casos. Então, dá uma segurança e a possibilidade de reabertura de serviços, comércio e, hoje, a volta às aulas na rede pública do Estado”, completou o diretor técnico.

Nesta terça-feira, os testes ocorreram somente no Sambódromo, até as 14h. Ainda nesta semana, será anunciada a abertura de um segundo polo de testagem, na Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o que ampliará a quantidade de exames que serão realizados por dia, em dois períodos.

Público – A professora Damiana Rodrigues, da Escola Estadual (EE) Princesa Isabel, foi a primeira profissional da Educação a chegar ao posto de testagem. Satisfeita com a iniciativa do Governo do Amazonas, ela conta que retornará mais tranquila às atividades presenciais em sua unidade.

“Estou fazendo esse exame porque quero voltar tranquila, sabendo que, se surgir alguma doença [na escola], não fui eu que transmiti. O Governo está fazendo a parte dele, e a gente tem que fazer a nossa, também”, disse a educadora, que atua como professora auxiliar de vida escolar.

Com o exame, o professor de Ciências Naturais e Biológicas da EE Petrônio Portela, Edimar Teixeira, espera adquirir mais confiança para estar dentro de sala de aula, com respaldo, e transmitir segurança aos colegas, alunos e familiares.

É importante saber, exatamente, como se comporta e se manifesta esse vírus, e aqueles que o apresentarem precisam ser tratados e acompanhados, como, com certeza, vai acontecer”, concluiu o educador.

Exame – A testagem em massa dos profissionais da Educação acontece por meio de serviço drive-thru – contudo, os servidores que não possuem carro também serão examinados. O resultado é divulgado no mesmo dia, após duas horas, por e-mail. Caso o teste dê positivo, o profissional é afastado imediatamente da escola, por sete ou 14 dias.