Sem categoria

Prefeitura lamenta morte do jornalista Agnaldo de Oliveira

Jornalista Agnaldo de Oliveira | Foto; Pessoal
Jornalista Agnaldo de Oliveira | Foto; Pessoal
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

O prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), lamenta profundamente a morte do jornalista Agnaldo de Oliveira Gomes Júnior, 44 anos, vítima de Covid-19, ocorrida nesta segunda-feira (4). Natural de Manaus (AM), era servidor público estatutário da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e atuou com grande competência na imprensa do Amazonas, instituições públicas e privadas na área de Comunicação Social, além de escrever o livro “Relatos de uma Copa no Coração da Amazônia”, destaque na Bienal do Livro de 2018.

“Agnaldo Oliveira era muito bem quisto no meio jornalístico e respeitado perante a população devido as suas reportagens, que serviam de fato à sociedade, inclusive com projetos de preservação do meio ambiente. É uma grande perda, e eu, juntamente com os servidores do município, lamentamos a morte dele. Aproveito mais uma vez para pedir à população para que siga os protocolos de prevenção a essa doença, que infelizmente tantas vítimas já fez”, lamenta o prefeito.

Agnaldo Oliveira, que deixa dois filhos, Luiz Guilherme e Pedro Oliveira, era formado em jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), além de possuir outras graduações e pós-graduações. Atuou como repórter especial da Rede Globo e ocupou cargos de destaque em outros veículos de comunicação do Amazonas. Colecionava vários prêmios na área de jornalismo em nível nacional e estadual, como o Prêmio União pela Vida de Jornalismo; Medalha Dom Bosco; Prêmio Nilton Lins de Jornalismo; Prêmio de Jornalismo Sebrae/AM; Prêmio de Jornalismo Científico Fapeam; Prêmio de Fotografia da Base Aérea de Manaus, entre outros.