Destaque Segurança | AM

PM cria Pelotão Mirim em Maués e Tabatinga com a participação de 250 crianças

PELOTÃO MIRIM
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

Cerca de 200 crianças do município de Maués (a 259 quilômetros de Manaus) e 50 crianças do município de Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus) passaram a formar, desde o mês passado, o 1º Pelotão Militar Mirim Ambiental dos respectivos municípios.

Em Tabatinga, as atividades são coordenadas pelo tenente coronel Nilo Corrêa. Em Maués, o Pelotão Mirim é chamado de “Guardiões do Guaraná” e foi idealizado pela 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM).

O projeto está sendo coordenado pelo comandante da 10ª CIPM, capitão Laurênio Silva, a partir de uma experiência positiva no município de Lábrea (a 876 quilômetros de Manaus), e tem como objetivo retirar as crianças da ociosidade a partir de atividades diárias voltadas a disciplina militar, ordem, respeito ao meio ambiente e conhecimento técnico.

“Em Lábrea, o projeto durou três anos, período no qual fui comandante da PM no município, e formamos três turmas com 150 crianças. Ao término de cada turma, o objetivo foi alcançado, aproximando a população da Polícia Militar. Em Maués, é a primeira edição do projeto de Pelotão Mirim e a aceitação já foi maciça. Nosso objetivo maior é o combate ao tráfico de drogas no município, conduzindo as crianças para o caminho do bem”, disse.

Programação – As atividades nos dois municípios iniciaram após prévia reunião com os pais e seguem ao longo de todo ano, diariamente. No primeiro mês de atividades, as ações envolveram instrução voltada para o trânsito, primeiros socorros, instrução em área de selva, curso de sobrevivência básica, instrução de natação, práticas desportivas, palestras sobre o meio ambiente, combate às drogas e exploração sexual infantil.

Em Maués, o “Guardiões do Guaraná” também terá ações voltadas ao ambiente escolar no âmbito de um segundo projeto chamado “Polícia na Escola”, com palestras sobre combate ao uso de drogas, ações de cunho cívico, como canto do hino nacional, e de respeito ao meio ambiente.

FOTOS: Divulgação / SSP-AM