Destaque Roraima

Placon é aceito em municípios de Roraima

Plano Integrado de Contingência de Sepultamento
Plano Integrado de Contingência de Sepultamento | Foto: Ascom
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

Roraima: A fim de formalizar os protocolos a serem seguidos em casos de óbitos pelo Coronavírus (COVID-19), o Placon (Plano Integrado de Contingência de Sepultamento) foi apresentado a todos os municípios de Roraima.

As visitas feitas por equipes do C4 (Centro de Coordenação de Combate à Covid-19) iniciaram dia 02 de maio e finalizaram nesta sexta-feira, 05, em Mucajaí e Alto Alegre.

O documento apresenta protocolos e ações que devem ser adotados pelas Secretarias e Órgãos Estaduais diante dos casos como identificação, manuseio e funerais, além de surgir para oficializar os procedimentos recomendados pelas Organizações de Saúde já adotados em Roraima, com objetivo de possibilitar resposta eficaz e proteger a população.

Conforme o membro do Centro, capitão Guaracy Lavor, a ação foi extremamente positiva e acredita que o Placon vai ajudar a minimizar a crise no Estado.

“Todos os representantes informaram que vão aderir ao Placon em casos de mortes em seu município e isso é muito importante porque todo cuidado na hora do manuseio ou durante os funerais já é uma forma de evitar possíveis contágios”, exemplificou.

A prefeita de Mucajaí, juntamente com a equipe da Secretaria Municipal de Saúde e com a equipe da C4 discutiram o Placon e formalizaram a assinatura.

“Foi uma brilhante ideia trazer esse Plano para que o município faça ajustes em conjunto com o Estado, além de ser de grande relevância porque ficamos amparados. Alguns pontos ainda não eram de nosso conhecimento, mas outros já estavam sendo aplicados e dessa forma, em conjunto, traremos o bem estar social para comunidade”, disse Eronildes Aparecida Gonçalves, conhecida como Nega.

Na quinta, dia 04, as atividades foram cumpridas em Bonfim e Cantá. Na quarta, 03, as equipes estiveram em Amajari e Pacaraima. Na oportunidade, o prefeito da cidade fronteiriça, Juliano Torquato pontuou que é de grande valia a efetivação do Plano.

“Notamos que o Governo tem avançado no combate da doença e o Placon mostra isso que vai nos permitir combater a situação com mais eficácia”, disse.

Com informações de Bruna Cássia