Amazonas Destaque

PGR denuncia ao STJ Governo do Amazonas por desvio de recursos

Projeto de Lei do Gás Wilson Lima | Foto: Divulgação
Governo do Amazonas, Wilson Lima | Foto: Divulgação
Escrito por Zukka Brasil | AM

A Procuradoria Geral da República (PGR) abriu denúncia na tarde de hoje junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), seu vice Carlos Almeida Filho (sem partido), ex-secretário de Saúde Rodrigo Tobias e mais 16 pessoas.

Conforme a denúncia, Lima e o grupo formaram organização para cometer crimes de dispensa e fraude a licitação. Além disso, praticaram peculato.

Tudo aconteceu em 2020, na suposta compra fraudulenta de respiradores durante a primeira onda da covid (coronavírus) no Amazonas.

Conforme a CNN Brasil, a Procuradoria-Geral da República (PGR) envolveu também outros servidores do governo e empresários.

O prejuízo aos cofres públicos com os crimes seria de mais de R$ 2 milhões.

Pedido da PGR

Segundo a denúncia, o governador e um servidor do estado adulteraram documentos para atrapalhar as investigações.

Além disso, a denúncia cita o fretamento irregular de aeronave para o transporte de respiradores.

Em suma da denúncia, a PGR pede a perda dos cargos e condenação dos denunciados.

Em NOTA o Governo do Estado do Amazonas

O governador Wilson Lima reafirmou a probidade e legalidade de todos os seus atos à frente do Governo do Amazonas, sobretudo no enfrentamento da pandemia da Covid-19. Ele ressaltou que, embora ainda não tenha sido notificado, a denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República (PGR) não apresenta provas do envolvimento dele em supostos crimes relacionados aos fatos em apuração.

“Mantenho total confiança na Justiça, que haverá de, oportunamente, reconhecer que as acusações são totalmente infundadas. Reitero aqui o meu compromisso com a transparência, probidade e legalidade dos meus atos e sigo à disposição para continuar prestando todas as informações solicitadas pela Justiça”, disse o governador.