Esportes | AM

Paratletas amazonenses estreiam no Parapan-Americano nesta quinta-feira (29/08)

Paratletas
Paratletas
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

Prontos para mais um grande desafio, os atletas do Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), Lucas Santos, do Para-Powerlifting (Halterofilismo) e Mikaela Costa Almeida, do Para-Badminton, iniciam nesta quinta-feira (29/08) suas trajetórias no Parapan-Americano, em Lima, no Peru.

Os Jogos Parapan-Americanos 2019 iniciaram no dia 23 de agosto e seguem até este domingo (1º/09), porém, Lucas está na cidade desde o dia 17 de agosto e não parou de treinar um dia sequer. Controlando a ansiedade, ele acredita que pode conquistar importantes resultados na competição.

“São duas horas por dia que tenho treinado e isso tem me deixado mais preparado, além de ajudar a driblar a ansiedade. É chegado a hora e vou mostrar a nossa força e o meu melhor”, contou.

Revelação no halterofilismo, Lucas é bicampeão mundial da modalidade na categoria Junior, e neste ano, no Cazaquistão, atingiu uma marca importante ao quebrar o recorde das Américas levantando 126kg no Supino, tornando-se um forte candidato ao título da competição.

Ansiedade e preparação – Na véspera do grande dia, a ansiedade é quase inevitável para os atletas, mesmo aqueles mais experientes. Participando de competições desde 2015, Mikaela Costa sabe o quanto é valioso estar em um Pan-Americano e foca no treino para ser bem-sucedida na disputa.

“É emocionante saber que vou estar em um evento tão importante para qualquer atleta, tudo é muito gratificante e de um significado enorme. Minha rotina de treino é intensa, com isso acabo me preparando mais e vou ultrapassando a tensão”, falou.

Mika, como é conhecida, é considerada um prodígio do Badminton. Revelada pelo núcleo de base da modalidade que existe na escola Estadual Cacilda Braule Pinto, no bairro Coroado, ela já tem muitas histórias para contar.

Em 2018, também no Peru, participou do Pan-Americano de Badminton, onde foi bronze no individual, além do seu último saldo na II Etapa do Circuito Nacional de Parabadminton 2019, realizada pela Confederação Brasileira da modalidade em São Paulo, onde conquistou três medalhas nas disputas, sendo um ouro na categoria Dupla Feminina, uma prata na categoria Individual e um bronze na Dupla Mista. Com todo esse currículo, o time brasileiro conta com uma atleta que pode surpreender.