Destaque Saúde | AM

Orla da Manaus Moderna será ponto de vacinação a partir desta segunda-feira

Semacc Prefeitura de Manaus Manaus Moderna Vacinação Covid-19
Foto: Divulgação / Semacc
Escrito por Zukka Brasil | AM

Começou a funcionar neste sábado, 6/11, um novo ponto de vacinação contra a Covid-19, dessa vez na orla da avenida Lourenço Braga, Centro, para atender permissionários das feiras Manaus Moderna, da Banana, e do Mercado Municipal Adolpho Lisboa, além da população geral, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

A instalação da Prefeitura de Manaus, faz parte do projeto “Orla mais segura”, e será coordenada pela Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

A vacinação no local se estende aos familiares dos feirantes, trabalhadores do entorno e à população em geral. A tenda, climatizada para receber a população de forma mais confortável, fica ao lado da Feira da Banana.

Segundo o diretor do Departamento de Mercados e Feiras da Semacc, Luciano Mendes, o objetivo é oferecer aos permissionários a possibilidade de receber a vacina próximo ao seu local de trabalho, garantindo com isso a imunização completa e facilidade no acesso.

“A importância desse posto na orla da Manaus Moderna é enorme para os trabalhadores dessa região, principalmente feirantes e trabalhadores do comércio em geral, além das pessoas que circulam nessa área e muitas vezes não têm tempo de ir a uma unidade de saúde”, enfatizou.

Lucino Ferreira, 66 anos, permissionário do setor de peixes, estava com a segunda dose da vacina em atraso. Ele contou estar sem tempo de ir a uma unidade de saúde, mas aproveitou a oportunidade e foi um dos primeiros a se vacinar.

“É bom, porque a minha segunda dose estava programada para o dia 17, mas aí eu tinha que sair de casa e não estava conseguindo, e aqui não, trabalho ao lado. É só vir aqui e já fico liberado”, declarou o feirante.

A equipe de vacinadores foi preparada para aplicar segunda e terceira doses. Mas também levou a vacina de dose única, para evitar que os trabalhadores que possivelmente se vacinem pela primeira vez tenham que voltar em outras datas.

A chefe da divisão de vacinação da Semsa, Izabel Hernandez, ressaltou a importância de as pessoas completarem o ciclo vacinal.

“A gente está vendo aí, pelos dados de pessoas que estão internadas, que só está protegido quem tem esquema vacinal completo. Quem está sendo internado ou indo ao hospital é quem está sem se vacinar ou sem completar o esquema vacinal”, enfatizou Izabel.