Economia | RR Roraima

O setor agrícola no Estado de Roraima cresce em produção, segurança e transparência.

Transparência na Gestão - Foto Ascom, Seapa
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

O setor agrícola no Estado de Roraima cresce em produção, segurança e transparência. Isso só é possível com o apoio do Governo do Estado, por meio da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento). O complexo de silos de Monte Cristo, em Boa Vista, que está sob a gestão da Seapa e tem a capacidade de armazenamento de 27 mil toneladas de grãos, agora conta com a divulgação periódica do produto armazenado no local.

Segundo o secretário Emerson Baú, desde quando a Seapa assumiu o a administração do silos, todo o trabalho é realizado com transparência nas informações públicas para dar mais credibilidade ao produtor rural e melhores condições de operação.

“O principal o objetivo é gerar confiança aos produtores rurais, que estavam bastante receosos com a antiga administração e principalmente agora com uma gestão pública, além de fazer reuniões, levá-los até os silos e apresentar a equipe”, frisou.

Desde à sua fundação em 2002 até 2019, o complexo de silos estava sob os cuidados de uma cooperativa de produtos. Assim que o Governo retomou a administração do complexo, fez uma reforma na estrutura para atender à demanda da safra deste ano. Conforme Baú, os dados serão divulgados de forma periódica aos produtores rurais por meio de boletins e reuniões.

“A ideia é apresentar constantemente as informações por meio de boletins e reuniões, para que os produtores rurais possam ter uma visualização sobre o todo o movimento que ocorre lá dentro do complexo. Então, se eles chegarem lá hoje, eles já sabem e não precisam pedir o quantitativo do que têm dentro dos silos”, disse. 

Sobre o complexo de armazenagem

Os silos são fundamentais dentro da cadeia produtiva, pois possibilitam a limpeza, classificação e secagem dos grãos, garantindo que mantenham a qualidade durante o armazenamento.

O funcionamento dos silos, a política de preços e as condições de funcionamento já são definidas por meio da Portaria nº 124, publicada dia 31 de julho de 2020. A portaria apresenta todo o regulamento técnico de armazenagem dos silos onde, entre vários pontos, o produtor é informado quanto aos preços das taxas de armazenamento, os padrões de umidade e os custos operacionais.

Os valores dos serviços de padronização e armazenagem foram definidos com base na Tabela de Tarifas para Unidades Armazenadoras de Ambiente Natural da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). Não haverá liquidação e ou movimentação financeira nos silos, não sendo permitidos quaisquer pagamentos em espécie pelos serviços de padronização e armazenagem dos grãos.

Com informações de Cacau Bastos