Brasil Destaque Política | AM

Previdência: Mourão diz que governo tem 250 votos para reforma

Mourão
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta 3ª feira (19.fev.2019) que o governo federal tem o voto de 250 deputados favoráveis à reforma da Previdência.

“A oposição tem cerca de 150 votos, então há 363 para serem garimpados. Temos 250, sobram entre 60 e 70 que tem de ser buscados”, disse.

A declaração foi dada a jornalistas no Palácio do Planalto. Mourão não soube responder se os militares estão incluídos no projeto de alteração da Previdência que vai ser entregue na 4ª feira (20.fev) ao Congresso.

O militar disse que a tramitação simultânea da reforma da Previdência e do pacote anticrime não atrapalha a velocidade de aprovação das duas medidas.

“Acho que não porque uma coisa é projeto de lei e outra não é. A Câmara tem o tempo dela, cada comissão vai trabalhar em cima disso e não é problema”, afirmou.

REUNIÃO DOS 3 PODERES

Mourão participou nesta 3ª de uma reunião com o presidentes da República, Jair Bolsonaro, do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também estava no encontro.

De acordo com o vice-presidente, a reunião serviu para “o presidente comentar o pedido de ajuda humanitária da Venezuela“, mas que nada foi decidido sobre isso.

REUNIÃO MINISTERIAL

Também nesta 3ª, houve reunião com todos os ministros de Bolsonaro. “O principal assunto foi o projeto do ministro Moro e da distribuição de recursos para Estados e municípios, o pacto federativo“, disse Mourão.

O vice-presidente disse que o ministro Santos Cruz está encarregado de tratar sobre o pacto federativo. “Vai fazer uma reunião com os secretários executivos dos outros ministérios para poder alinhar essa questão das politicas publicas e quem executa são Estados e municípios”, afirmou.

Mourão afirmou que o novo ministro da Secretaria Geral, general Floriano Peixoto, participou da reunião ministerial e que a saída de Gustavo Bebianno não foi comentada. Perguntado se isso é 1 assunto superado, Mourão respondeu que “é history”.

 

Texto: LAURIBERTO BRASIL

Fonte: PODER 360