Sem categoria

Ministério da Saúde envia EPIs, testes rápidos para Covid-19 e álcool gel para AM

Ministério da Saúde
Ministério da Saúde
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

O Governo do Amazonas recebeu mais de 118 mil itens de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), 8.200 testes rápidos para confirmação de casos do novo coronavírus (Covid-19), além de 273 frascos de álcool gel com 190 gramas cada um.

O material foi enviado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, para a Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), e será distribuído pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) para as unidades estaduais de saúde.

Foram recebidos na Cema 114 mil luvas em látex, 4,7 mil máscaras de proteção respiratória e 160 óculos de proteção, totalizando 118.860 itens. O Ministério da Saúde enviou 410 kits de testes rápidos para Covid-19, cada kit equivalendo a uma caixa com 20 unidades, totalizando 8.200 testes.

“A atenção que o Ministério da Saúde tem dado ao Amazonas tem sido fundamental para reforçar o enfrentamento à pandemia no estado. Esses itens serão distribuídos entre as unidades de saúde que têm atendido pacientes de coronavírus, de acordo com a necessidade e a demanda de cada uma”, ressaltou a titular da Susam, Simone Papaiz.

Doação – O Governo do Amazonas, que tem buscado parcerias para ampliar o estoque de EPIs, diante do aumento da demanda, recebeu ainda 3 mil máscaras hospitalares doadas pela empresa 3M.

A 3M é uma empresa norte-americana instalada no Polo Industrial de Manaus (PIM), que oferece soluções para negócios automotivos, cuidados à saúde, design e construção, eletrônicos, energia, manufatura, segurança, transporte, mineração, petróleo e gás, além de soluções comerciais.

Uso consciente – A Organização Mundial de Saúde (OMS) vem alertando para a escassez no mercado e o aumento em até 100 vezes do consumo em relação à demanda normal. Segundo a organização, os preços subiram até 20 vezes mais.

A Susam frisou, na última sexta-feira (10/04), que os insumos e EPIs não estão em falta, mas tem orientado os gestores das unidades de saúde da rede estadual a fazerem o uso racional e adequado dos produtos, para evitar desabastecimento.

As orientações expressas em Nota Técnica da secretaria enviada às unidades levam em consideração o aumento expressivo do uso dos materiais após a pandemia de Covid-19 e a dificuldade de aquisição dos produtos no mercado. Um levantamento da secretaria mostra que o consumo médio semanal hoje na rede é o equivalente ao consumo mensal antes da Covid-19.

O Governo do Amazonas vem desenvolvendo, ainda, desde a semana passada, uma campanha interna nas unidades de saúde, com instruções sobre o uso de EPIs, orientando sobre qual material deve ser usado pelo profissional durante o atendimento de pacientes suspeitos ou confirmados, conforme cada ambiente hospitalar.

FOTOS: Márcio Azevedo/Secom