Boa Vista Destaque

Microempreendedor individual está dispensado de alvará de funcionamento em Boa Vista

Dispensa de Alvará do Microempreendedor - foto Divulgação Semuc
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

Boa Vista RR – Não há mais a exigência do alvará de funcionamento para os microempreendedores individuais em todo o Brasil, com a publicação da Resolução Federal Nº 59, de 12 de agosto. A esta normal federal só regulamentou o que a Prefeitura de Boa Vista já praticava há alguns anos. O município já emitia o documento automaticamente, possibilitando ao microempreendedor individual a iniciar as atividades de imediato.

Hoje a Secretaria de Finanças está dando uma boa notícia aos microempreendedores. Saiu uma resolução federal que dá a isenção do alvará para eles. Então não precisam ir na secretaria no momento da abertura da sua microempresa, a assinatura do termo de dispensa do alvará será no próprio portal do empreendedor garantindo que os documentos apresentados são verídicos”, declarou Márcio Vinícius, secretário municipal de Finanças.

Com o objetivo tornar o ambiente de negócios mais simples e menos burocrático para os microempreendedores, o alvará já era emitido gratuitamente pelo município, pois havia uma lei específica que o isentava do pagamento. Agora o documento não será mais exigido.

Antes, como era? Antes o MEI precisava solicitar junto ao município, uma inscrição municipal, que no caso saía com o alvará para que pudesse ser habilitado para emitir a nota fiscal eletrônica. Hoje a Secretaria de Finanças não faz mais este serviço. Tudo está sendo feito de forma virtual através do Portal do Empreendedor do Governo Federal. Por lá o MEI se formaliza, adquire o Certificado, CNPJ e garante o acesso a nota fiscal eletrônica.

“A prefeitura já vem facilitando os serviços, deixando o MEI livre para poder trabalhar e desenvolver seus serviços, principalmente neste período de pandemia, onde ocorreu um crescimento de pessoas que estão trabalhando de casa, são prestadores de serviços e que estão tentando desenvolver alguma fonte de renda”, disse Márcio.

Acesso e emissão das notas fiscais eletrônicas para o MEI também será virtual

A Secretaria Municipal de Economia, Planejamento e Finanças também vai disponibilizar o acesso a notas fiscais eletrônicas para o microempreendedor individual de forma virtual. A partir do momento em que ele se formalizar no Portal, através do e-mail cadastrado, a secretaria vai enviar um login e senha para o acesso e emissão da nota fiscal, ou seja, não será mais necessário se deslocar até a Sala do Empreendedor para se habilitar porque o município fará isso por ele.

“Isso faz parte do programa de desburocratização iniciado em 2013. O microempreendedor, na grande maioria, desistia de abrir sua empresa pela burocracia que existe no órgão público. Mas, a prefeitura vem atuando para facilitar e desburocratizar os serviços ofertados pela secretaria. Essa é uma iniciativa para fomentar o desenvolvimento da cidade e o microempreendedor no seu programa de geração de renda”, reforçou o secretário.

Para se ter uma ideia,  o serviço de abertura de empresa, que durava em média seis meses para ser concluído, hoje com a desburocratização,já é possível em dois dias o empreendedor já conseguir resolver os trâmites sem muitas dificuldades e tudo informatizado.

A  secretaria vem se modernizando desde 2013, com a criação do Portal do Cidadão no site oficial da prefeitura, onde estão disponíveis todos os serviços de forma virtual, como emissão de taxas de recolhimento de entulhos e galhadas, IPTU, Taxa de Coleta Lixo, certidões, alvarás, notas fiscais e muito mais.

Para os corretores e despachantes, o portal também disponibiliza o acesso aos relatórios de imóveis da capital. Outra medida que otimizou os serviços da secretaria foi a Sala do Empreendedor no Terminal Luiz Canuto Chaves, no Centro da cidade, que presta toda a assistência ao microempresário.

Redação informações da SEMUC