Destaque ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Médica faz alerta sobre riscos de contrair uma pneumonia em tempos da pandemia

Dia Mundial da Pneumonia HAPVIDA | FOTO: Divulgação
Dia Mundial da Pneumonia HAPVIDA | FOTO: Divulgação
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

ESPECIAL PUBLICITÁRIO – O dia 12 de novembro foi proposto pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como o Dia Mundial da Pneumonia.

A data foi criada com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção da doença, que segue sendo a principal causa de morte em crianças de até 5 anos de idade.

A pneumonia é uma infecção nos pulmões provocada por bactérias, vírus ou fungos. O Streptococcus pneumoniae é o agente causador em 60% dos casos. Embora a taxa de mortalidade da pneumonia esteja em queda (redução de 25,5% entre 1990 e 2015), a quantidade de internações e o alto custo do tratamento ainda são desafios para a saúde pública e a sociedade como um todo.

De acordo com a médica alergista do sistema Hapvida em Joinville (SC), Bianca Selva Figueiredo, a doença pode ocorrer após uma piora de uma gripe, por exemplo, onde o sistema imunológico fica baixo.

“A pneumonia é uma doença dos sistemas pulmonares, ela pode ocorrer por bactérias, vírus e fungos. Mas na sua grande maioria ela ocorre após um agravamento de uma infecção bacteriana, geralmente ocorrendo pela própria cavidade oral do paciente. O risco maior pode ocorrer entre pessoas com mais de 65 anos, fumantes, e pessoas com doenças imunossupressoras como HIV, transplante, câncer e asma. O tratamento pode ser feito com antibióticos após o diagnóstico de uma pneumonia bacteriana, e depois de cerca de 72 horas, o paciente já apresenta melhoras” destaca a médica.

Pneumonia é tratável

Se a pneumonia for diagnosticada e tratada de forma adequada, dificilmente acontece um agravamento do quadro. As principais manifestações clínicas da pneumonia são tosse com produção de expectoração; dor torácica, que piora com os movimentos respiratórios; mal-estar geral e febre.

A radiografia de tórax auxilia no diagnóstico e também na avaliação da extensão da pneumonia. Quadros de resfriado comum e gripe podem se agravar e contribuir para o desenvolvimento da pneumonia causada por bactérias. Por isso, é fundamental manter a saúde, com alimentação correta, prática de atividade física, não fumar, consultar seu médico e fazer exames clínicos.