Destaque Saúde | AM

Manaus terá 52 pontos de vacinação contra a Covid-19 entre 22 e 26/11

Manaus Vacinação Covid-19 SEMSA
Foto: Altemar Alcantara
Escrito por Zukka Brasil | AM

A vacinação contra a Covid-19, nessa semana de 22 a 26 de novembro, será em 52 pontos distribuídos pela cidade. Além das unidades de saúde da Prefeitura de Manaus, haverá atendimento na feira Manaus Moderna, nos locais classificados como estratégicos, incluindo o retorno dos pontos do Sambódromo e do Studio 5 Centro de Convenções, além de dois shoppings, o Millenium e o São José.

A partir de quinta-feira, 25/11, voltam a funcionar os pontos de vacinação em outros seis centros de compras: Via Norte, Manauara, Sumaúma, Plaza, Grande Circular e Ponta Negra.

Os endereços e horários de funcionamento de cada um dos locais estão disponíveis no site da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), no link https://bit.ly/localvacinacovid19. Mais informações sobre a vacinação podem ser consultadas nas redes sociais oficiais da Semsa: @semsamanaus, no Instagram, e Semsa Manaus no Facebook, e também nos canais oficiais da Prefeitura de Manaus.

Até sexta-feira, 26/11, a Semsa segue executando a “Megavacinação”, campanha iniciada no último dia 20, com foco na segunda dose e dose de reforço. Além dessas, os pontos de vacinação também oferecem a primeira dose.

Em Manaus, o número de pessoas que já passaram dos intervalos para receber a segunda dose, conforme o Sistema Municipal de Vacinação (SMV); neste domingo, era de 352.462, dos quais 60.635 da CoronaVac; 61.468 da AstraZeneca e 230.359 da Pfizer. O grupo de faixa etária a partir dos 18 anos é o que concentra os maiores quantitativos, sendo 223 mil da Pfizer, 57 mil da AstraZeneca e 54 mil da CoronaVac.

O Vacinômetro municipal indica que mais de 142 mil doses de reforço já foram aplicadas até hoje.

A titular da Semsa lembra, ainda, que 170 mil pessoas não foram tomar a primeira dose da vacina e apela para buscarem iniciar a imunização quanto antes.

“Esse número de pessoas que não estão com nenhum tipo de proteção corresponde a 9,5% da população vacinável, que é a parcela da população que pode receber a vacina. Se formos considerar a população geral estimada, o percentual é de 7,6%. Podem parecer números baixos, mas em termos de vacinação, eles têm uma importância considerável, por isso nossa preocupação em vacinar o máximo possível de cidadãos de nossa cidade”, destaca.