Destaque Manaus

Licenciamento de Habite-se bate recorde no mês de outubro em Manaus

Habite-se Manaus Implurb Prefeitura de Manaus
Foto: Marinho Ramos
Escrito por Zukka Brasil | AM

O mês de outubro foi o melhor no acumulado de 2021 com a expedição de uma área recorde de Habite-se licenciada pela Prefeitura de Manaus: 148.579,19 metros quadrados. O total, corresponde a 57 certidões expedidas no período e representa um incremento de 249% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram licenciados apenas 42.546,64 metros quadrados em Habite-se — o equivalente a 42 documentos.

No ano todo, o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) soma 879.394,3 metros quadrados, alta de 113% comparado a 2020, quando foram licenciados 412.154 metros quadrados em Habite-se. No acumulado, a cidade expediu 464 certidões, contra 321 de 2020, incremento de 45% neste processo.

Observando o acumulado de 2021, o instituto já expediu 973 alvarás de construção, uma variação de 116% em relação ao período homólogo, quando foram emitidos 450 documentos. A autarquia fez a análise, de janeiro a outubro, de 4.939 projetos, na Divisão de Aprovação (Diap), alta de 149% relativo ao ano anterior.

Os números locais seguem a tendência nacional de impulsão da indústria da construção civil. Mesmo com a pandemia e desafios impostos pela escassez e aumento nos custos dos materiais, a expectativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) para o Produto Interno Bruto (PIB) do setor em 2021 subiu de 2,5% para 4%, o que seria seu maior crescimento desde 2013.

“Estamos reduzindo nossos prazos de licenciamento, aumentando nossa eficiência em relação ao tema e no próximo ano teremos grandes novidades para acelerar ainda mais, incentivando licenciamento e obras”, explicou o diretor-presidente da autarquia, engenheiro Carlos Valente.

Metragem

Com um aumento de 129% em relação ao ano de 2020, a Prefeitura de Manaus, de janeiro a outubro de 2021, bateu a marca de mais de 1,2 milhão de metros quadrados de área licenciada com alvará de construção na capital. O acumulado no período soma 1.259.903,47 metros quadrados, quando no ano anterior foram 551.260,09 metros quadrados em alvarás expedidos.

Somente em outubro foram licenciados 120.700,15 metros quadrados, contra apenas 56.056,21 metros quadrados de 2020, o que representa um aumento de 115%.