Economia | AM

Jucea registra crescimento de 52% em aberturas de empresas no primeiro semestre de 2021

Jucea Amazonas Maria de Jesus Lins
Foto: Divulgação / Jucea
Escrito por Zukka Brasil | AM

A Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) registrou no primeiro semestre de 2021, um crescimento de 52% no número de abertura de novas empresas em solo amazonense. Os dados são em comparação ao mesmo período de 2020, conforme informações do Sistema de Registro Mercantil (SRM) da autarquia —, vinculado ao Ministério da Economia. Cabe ressaltar que os dados não incluem o Microempreendedor Individual (MEI).

De janeiro a junho foram constituídos 4.147 novos Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJs), um total de 1.427 novas empresas a mais do que janeiro a junho de 2020, que obteve 2.720 registros de novos empreendimentos. Março de 2021 segue como o mês com o maior número de empresas constituídas no Estado nos últimos cinco anos, com um total de 854 constituições.

A presidente da autarquia, Maria de Jesus Lins, atribui este crescimento às ações que vêm sendo desenvolvidas pela autarquia em parceria com governo do Estado, com o objetivo de incentivar os empreendedores no Amazonas.

Ainda vivemos com incertezas devido à pandemia do Covid, mas estamos mais otimistas e esperançosos que, cada vez mais, o ambiente de negócios do nosso estado vai melhorar. Por isso, a importância de estarmos sempre investindo em novas tecnologias que simplifiquem e desburocratizem os serviços oferecidos pelo governo do estado, por meio da Junta Comercial”, destacou.

Segmentação – Nos dados consolidados pela segmentação de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), no primeiro semestre de 2021, foram 2.288 novas empresas no segmento de serviços, 1.609 em comércio, e 158 em indústria.

Tipo empresarial – Entre os tipos empresariais mais registrados no Amazonas, nos seis primeiros meses de 2021, em primeiro lugar ficou a natureza jurídica de Empresário Individual, com 1.612; segundo lugar Sociedade Empresarial Limitada com 1.442, e em terceiro lugar a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), com 988 empreendimentos.

Municípios – A capital amazonense segue líder entre as cidades do estado com o maior número de constituições, totalizando neste semestre 2.981 registros de novas empresas. Seguida, do município de Humaitá com 94, Itacoatiara com 81, Manacapuru com 80 e Parintins com 66 novos empreendimentos.