Destaque Saúde | AM

Hospital Delphina Aziz chega a 1.500 altas de pacientes recuperados da Covid-19

Hospital Delphina Aziz
Hospital Delphina Aziz | Foto: SECOM
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Saúde/Am – O Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, unidade referência no Amazonas para tratamento do novo coronavírus, chega a 1.500 altas de pacientes recuperados da Covid-19. A unidade, localizada na zona norte da capital, tem recebido apenas casos de internação para tratamento de pacientes com coronavírus de média e alta gravidade e, desde março, já realizou a internação de mais de 2 mil pacientes.

As pacientes Sandra Carvalho, 46, e Moema Brito, 43, escolheram a palavra gratidão para expressar o que estão sentindo. Elas estavam internadas no HPS Delphina Aziz e receberam alta na tarde desta terça-feira (18/8), completando 1.500 pessoas recuperadas da covid-19 na unidade de saúde. Moema e Sandra possuem histórias distintas, porém, de vitórias contra a Covid-19.

Sandra ficou internada por 29 dias, em estado grave, e, quando se recuperou, fez questão de agradecer a todos da equipe. De acordo com ela, o carinho que recebeu da equipe assistencial foi fundamental na sua recuperação. “Eu tinha medo de vir para o Delphina por desinformação, quando cheguei aqui, foi tudo diferente do que eu imaginava. Realmente, vocês são anjos, como vocês são especiais, hoje vocês fazem parte de mim. Eu aprendi a amar todos vocês, só tenho a agradecer, infelizmente, não sei o nome de todos, mas agradeço do A ao Z”, disse.

Para Moema, que ficou internada sete dias, a infecção pelo vírus ocorreu após o relaxamento do distanciamento social. Ela ressalta que a pandemia não passou e que os cuidados precisam continuar, com destaque para as precauções. “Usar máscara é muito importante, eu sempre usei. Uso álcool gel, mas em uma consulta médica, relaxei e baixei a guarda. Acredito que foi nesse momento que peguei a doença, é importante continuar usando a proteção”, destacou.

Hospital de referência – Desde o início da pandemia, o hospital foi estabelecido como sendo de referência para o tratamento da doença e, em abril deste ano, a unidade de saúde passou a ser exclusiva para internação de pacientes com Covid-19 transferidos de outras unidades hospitalares da capital e do interior do estado. A transferência desses pacientes é regulada pelo Sistema de Transferência de Emergência Regulada (Sister), da Secretaria de Estado de Saúde (Susam). Atualmente, a unidade possui 350 leitos, sendo 100 leitos de UTI e 250 de leitos clínicos. Hoje, cerca de 247 pessoas estão internadas.