Destaque Saúde | AM

“Hapvida cobra o plano de saúde, mas utiliza a rede pública com seus clientes” afirma senador Omar Aziz

Hospital Rio Negro / Hapvida Manaus | Foto Internet
Hospital Rio Negro / Hapvida Manaus | Foto Internet
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Saúde/AM – Em sessão virtual pelo Senado Federal na última terça-feira (02), o Senador Omar Aziz (PSD-AM) fez duro manifesto com relação a empresa de planos de saúde Hapvida Manaus e seus procedimentos praticados, em especial, nesse período de pandemia com seus usuários.

Segundo Omar Aziz, o Grupo Hapvida Manaus realiza práticas de transferência de seus usuários, devidamente em dia com seus planos de saúde, para atendimento nas estruturas de saúde hospitalar da rede pública do Amazonas, segundo o senador, por motivo de não ter estrutura suficiente para suprir a demanda de clientes em sua carteira hoje no Amazonas, em especial nesses tempos de pandemia.

Omar afirma ter recebido muitas denúncias destes usuários Hapvida e que muitas delas já chegaram ao Procon-Am e agora serão encaminhadas por ele para o Ministério da Saúde e para a Agência Nacional de Saúde (ANS)

Dados apresentados em sua fala, afirmam que a Hapvida Manaus não contribui tributariamente no estado por não emitir notas fiscais dentro do Amazonas. Além de possuir 215 mil processos na justiça e uma dívida de R$ 340 milhões junto ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Assista na íntegra o vídeo com a fala do senador Omar Aziz a respeito das denúncias de clientes Hapvida contra o grupo de saúde.

NOTA: A agência de notícias Zukka Brasil entrou em contato com os responsáveis da comunicação da Hapvida Manaus, e mesmo com o retorno da assessoria de imprensa, não houve um posicionamento oficial por parte do Grupo de Saúde.