Amazonas Destaque

Governo autoriza reabertura de shoppings, comércio em geral e restaurantes. Veja o que reabre:

Manauara Shopping | Foto: Assessoria Divulgação
Manauara Shopping | Foto: Assessoria Divulgação
Escrito por Zukka Brasil | AM

Manaus/AM – O Governo do Amazonas anunciou nesta sexta-feira (19) a flexibilização do funcionamento do comércio e serviços, e liberou a abertura de shoppings, restaurantes e comércio em geral com horários limitados.

Conforme aprovado pelo Comitê de Enfrentamento da Covid-19, o novo decreto, que terá validade de 22 a 28 de fevereiro

Regras sanitárias – Todas as atividades que terão atendimento ao público deverão obedecer lotação máxima de 50% da capacidade, além da adoção de medidas de prevenção, como distanciamento social, uso de máscara facial e higienização das mãos.

O novo decreto vai manter a restrição de circulação de pessoas em espaços e vias públicas, das 19h às 6h. Nesse período só ficam permitidos os deslocamentos já previstos no Decreto nº 43.411, de 13 de fevereiro de 2021.

Veja o que está autorizado a reabrir em Manaus:

Lojas em geral de 9h às 15h de segunda a sábado; delivery 8h 17h, drive thru de 8h às 16h;

Supermercados continua até 19h, autoriza venda de todos os produtos;

Shopping 10h as 16h de segunda a sábado; com delivery de 8h as 17, e drive de 10h às 17h. A praça de alimentação segue o mesmo decreto dos restaurantes com capacidade de até 50% e uso de máscara quando não estiver se alimentando;

Restaurantes e lanchonetes podem funcionar de 06h às 16h de segunda a sábado com 50% da capacidade e uso obrigatório de máscara. Drive Thru até às 18h e delivery até 22h;

Unidades de ensino podem funcionar o setor administrativo de segunda a sexta com 50% da capacidade e com agendamento;

Marinas estão liberadas para manutenção preventiva e corretiva;

Construção civil obras e reformas em residências;

O governador Wilson Lima fez um apelo para que as pessoas somente saiam de casa em condições necessárias e evitem aglomerações, caso haja necessidade, esses ajustes podem ser revogados a qualquer momento caso volte a subir o número de covid-19 no Estado ou que as pessoas desrespeitem as medidas de distanciamento social.