Amazonas Destaque

Gestão de Wilson Lima em 2022 terá como prioridades na segurança, educação e saúde

O governador Wilson Lima destacou avanços do Governo do Amazonas nas áreas de segurança, educação e saúde neste ano, durante entrevista à TV Norte, nesta segunda-feira (27/12). Ele fez um breve balanço de ações do Estado em 2021 e disse que, em 2022, a prioridade continuará sendo colocar comida na mesa dos amazonenses e incentivar a geração de novos postos de trabalho.

“A gente tem trabalhado para garantir estrutura para as polícias. Na semana que passou entregamos mais 40 viaturas e vamos entregar mais equipamentos nesta semana, enviados pelo Governo Federal. Promovemos os policiais e é importante motivar a tropa. E também entregamos o Cerco Inteligente, que chamamos de Paredão”, destacou o governador em relação aos avanços na segurança pública.

O Paredão é formado por 500 câmeras inteligentes que conseguem rastrear e identificar carros utilizados em crimes, facilitando o trabalho das polícias nas ruas.

Em reforço às equipes das forças de segurança, Wilson Lima também destacou a realização de concurso público para mais de 2,5 mil vagas, com o lançamento de editais para os certames das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Segurança Pública. O edital do concurso do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) será lançado no próximo mês.

Educação – O passe livre estudantil, que vai beneficiar estudantes da rede pública de Manaus em 2022, é um dos principais avanços da área da educação, segundo o governador. O benefício é possível graças ao convênio que o Governo do Estado firmou com a Prefeitura, no valor de R$ 156 milhões, para subsidiar o transporte público.

Além disso, neste ano, o Estado destinou R$ 428 milhões para pagamento do abono do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para todos os profissionais da educação e vai, a partir do próximo ano, pagar o 14º e 15° salários aos professores, conforme projeto de lei que aprovou junto ao Legislativo.

Wilson Lima frisou que a atual gestão do Estado é a que mais entregou Centros de Educação de Tempo Integral (Cetis), com oito unidades inauguradas. Neste ano, ele também inaugurou a maior unidade de cursos de profissionalizantes do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), na zona norte de Manaus, com capacidade para atender 9 mil alunos por ano.

Saúde – Em relação à pandemia da Covid-19, Wilson Lima destacou que a situação do Amazonas é controlada e que os órgãos de vigilância e assistência em saúde seguem em alerta. Em 22 dias novembro não foram registradas mortes por Covid-19, destacou.

“A vacinação tem sido um ponto decisivo nesse processo, por isso temos focado muito nas campanhas de imunização”, disse.

Em 2021, também destaca-se feito inédito na saúde, com a inauguração das primeiras Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do interior do estado, em Parintins. Em Manaus, o Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz que tem agora  seus seis andares funcionando plenamente, ampliou a oferta de cirurgias, consultas e exames na rede estadual de saúde.

Operação Enchente – O governador destacou que o Estado já definiu as medidas que irá adotar para o enfrentamento da cheia de 2022. Os investimentos previstos são da ordem de R$ 100 milhões para minimizar os impactos da subida das águas que, se as previsões se confirmarem, será histórica afetando todos os 62 municípios.

Wilson Lima reafirmou que em 2022 o Governo do Amazonas continuará trabalhando para colocar comida na mesa dos amazonenses com a manutenção do Auxílio Estadual, que agora é permanente para 300 mil famílias; a instalação de novas unidades do Prato Cheio e com a continuidade do programa Peixe no Prato.

Além disso, o Estado tem atuado para atrair novos investimentos para abertura de novos postos de trabalho. Entre os avanços estão: a instituição de um novo marco regulatório para exploração do gás natural, que tem atraído interesse de investidores; a regulamentação da Política Estadual de Serviços Ambientais (Lei nº 4.266/2015), avançando no mercado de crédito de carbono, que vai beneficiar economicamente comunidades tradicionais; e a prorrogação por mais dez anos da Política Estadual de Incentivos Fiscais, atualizada e é fundamental para o futuro da Zona Franca de Manaus.