Destaque Meio Ambiente | RR Roraima

General Mourão, participa da apresentação do Roraima Fogo Zero

Videoconferência Roraima Fogo Zero. Imagem divulgação
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

O grande desafio de gestores públicos, em especial na Amazônia, é estruturar políticas que consigam gerar desenvolvimento econômico aliado à sustentabilidade ambiental. A recuperação de áreas alteradas é uma estratégia adotada pelo Governo de Roraima, por meio da conciliação entre a produção agrícola e a sustentabilidade. Trata-se do Plano Roraima Agroambiental.

Com o objetivo de cuidar do maior potencial econômico do Estado, o Governo de Roraima, por meio da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) desenvolveu o projeto Roraima Fogo Zero, que pretende implantar e revitalizar cerca de 4.500 ha de áreas alteradas com lavoura permanente e temporária. O projeto engloba inicialmente 1.500 propriedades da agricultura familiar nos 15 municípios do Estado de Roraima, com apoio na preparação da área de plantio e crédito subsidiado na implantação da cultura.

A proposta do Roraima Fogo Zero foi apresentada por videoconferência nesta quarta-feira, 9, ao vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, pelo secretário adjunto de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kelton Oliveira Lopes, por intermédio do senador Telmário Mota. Também participaram do evento o titular da SEI (Secretaria do Índio), Marcelo Pereira, e o assessor Juscelino Pereira.

Segundo Kelton Lopes, o vice-presidente foi muito receptivo à proposta do Roraima Fogo Zero.

“O vice-presidente ouviu com muito carinho a nossa proposta. Ele chamou a responsabilidade para si como vice-presidente e assumiu o processo. Avaliou tão bem que até previu que o projeto possa abranger todos os Estados que fazem parte da Amazônia”, frisou.

Ainda de acordo com Kelton Lopes, o General Hamilton Mourão garantiu o repasse no valor de R$ 19 milhões para ser investido no programa, de forma a financiar os produtores rurais e indígenas da Amazônia.

O projeto Roraima Fogo Zero tem como premissas fortalecer a agricultura familiar, gerando programas de incentivo através de políticas de apoio e subsídio à produção; permitir, através de modelo de cultivo apropriado, agregação de renda e maximização do uso das áreas alteradas; melhorar a remuneração do produtor, realizar transferência e difusão de tecnologia e capacitar gerencialmente o produtor rural.

RORAIMA AGROAMBIENTAL

Uma das metas do Governo de Roraima é mudar a matriz econômica do Estado, que perpassa o setor primário. Com essa finalidade, foi desenvolvido pela equipe governamental o projeto Roraima 2030, que pensa no Estado não somente no aspecto produtivo, mas também nas áreas social, infraestrutura e ambiental. Dentro desse contexto, surge o Eixo de Desenvolvimento Sustentável.

Segundo o titular da Seapa, Emerson Baú, dentro desse eixo surge o Plano Roraima Agroambiental.

“Trata-se de um grande plano de desenvolvimento agrícola do Estado, focado numa produção aliada à sustentabilidade ambiental. Mais do que a preservação, nós estamos trabalhando para a valorização dos ativos ambientais. Portanto, o projeto Roraima Fogo Zero é uma transversal do Roraima 2030, ou seja, ele vai integrar o Roraima Agroambiental de maneira transversal e isso é importante destacar”, disse.

Informações de  Cacau Bastos