Sem categoria

Faculdade lança duas novas especializações em Direito

Ambas especializações serão presenciais e terão duração de 18 meses – divididos em 15 módulos de 24h, que somam no total uma carga-horaria de 360 horas, cada.
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

Com a proposta de conceder a comunidade manauara a possibilidade de atualização e aprimoramento em duas áreas do Direito em grande expansão no mercado do Amazonas, a Faculdade Santa Teresa lança, em 2019, cursos de pós-graduações lato sensu em Ciências Criminais e Direito imobiliário. As inscrições para as especializações estão sendo feitas na Secretária Acadêmica (Secad), localizada na sede da instituição, no Vieiralves.

O objetivo da instituição, com a implantação do curso de Ciências Criminais, é proporcionar ao público um amplo conhecimento com vistas ao aprofundamento e desenvolvimento prático de gerenciamento de atividades nesta área.

De acordo com o coordenador de pós-graduação da faculdade, professor Aristóteles Almeida, o curso aplicará uma nova percepção e uma recente filosofia adotada em grandes centros do país para uma abordagem profissionalizante, procurando aliar o pensamento teórico-reflexivo ao conhecimento prático-empírico.

Ainda conforme Aristóteles, o curso destina-se aos operadores jurídicos em geral. São eles: bacharéis em direito, professores, delegados de polícia, promotores de justiça, juízes de direito, servidores da justiça federal e estadual, advogados, assessores, consultores jurídicos, procuradores federais, estaduais, municipais, entre outros bacharéis interessados pelos conteúdos das disciplinas a serem ministradas.

Outra novidade que a Faculdade Santa Teresa está oferecendo, em nível de especialização, é Direito Imobiliário, com a proposta de abranger, além dos aspectos doutrinários (de grande interesse e relevância), questões práticas, de direito material e processual fundamentais ao seu pleno entendimento, em uma perspectiva multidisciplinar.

Aristóteles explica que o curso vai proporcionar aos participantes uma visão ampla do Direito Imobiliário, e sua inserção no contexto jurídico, bem como preparar, reciclar e aprofundar os conceitos desta área que há muito tempo ultrapassou os limites funcionais.

“Essa especialização é voltada para o público que tem formação superior em Direito e que, eventualmente, exerce alguma atividade na corretagem de imóveis. Hoje, esse mercado não para de crescer e o profissional precisa de expertise para trabalhar melhor sobre os direitos e deveres que envolvem essa transação. Nessa questão, ter uma especialização em Direito Imobiliário é fundamental. São informações que o corretor não vai buscar unicamente na literatura, tem que haver o arcabouço para convergir numa melhor atuação. É justamente isso que estamos propondo”, ressalta Aristóteles.

Ambas especializações serão presenciais e terão duração de 18 meses – divididos em 15 módulos de 24h, que somam no total uma carga-horaria de 360 horas, cada.

Com informações da assessoria