Destaque Saúde | AM

Estudo CovacManaus alcança marca de 1 mil participantes vacinados

CovacManaus | CoronaVac | Foto: Phil Limma (Ascom/UEA)
CovacManaus | CoronaVac | Foto: Phil Limma (Ascom/UEA)
Escrito por Zukka Brasil | AM

O estudo CovacManaus alcançou, nesta terça-feira (23/03), a marca de 1 mil participantes vacinados. A milésima participante vacinada é profissional da educação da rede municipal de ensino da capital. Todas as pessoas que receberam a primeira dose da vacina CoronaVac, pelo estudo, têm comorbidades comprovadas por laudo médico.

Na segunda-feira, a equipe de pesquisa iniciou uma nova etapa do estudo, que inclui todos os trabalhadores da educação da rede pública e privada, incluindo os ensinos infantil, fundamental, médio e superior da capital. O vínculo empregatício deve ser comprovado mediante apresentação de contracheque de 2021.

“Estava previsto que, mediante baixa procura, novas etapas seriam implementadas no estudo. Iniciamos a inclusão de todos os trabalhadores da educação de Manaus, desde aqueles que trabalham em creches até aqueles que atuam no ensino superior”, destaca um dos coordenadores do estudo, o médico infectologista da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Marcus Lacerda.

Os participantes do estudo que apresentam comorbidade comprovada por laudo médico são vacinados com duas doses da vacina CoronaVac. As pessoas sem comorbidade serão acompanhadas por 12 meses pela equipe de pesquisa, com avaliação clínica e de exames sorológicos.

“Espera-se que ao final do estudo todos os trabalhadores da educação com comorbidades, com idade entre 18 e 49 anos, que atuam em Manaus sejam vacinados. Isso inclui desde as pessoas que realizam a limpeza das escolas, até os professores e diretores de todas as unidades de ensino”, ressalta Lacerda.

Os interessados em participar da pesquisa devem comparecer ao local do estudo, na Escola Normal Superior (ENS/UEA), em frente ao Amazonas Shopping, das 9h às 16h, de acordo com cronograma de atendimento por grupo etário divulgado em ipccb.org.

No dia do atendimento, é necessário apresentar documento original com foto, contracheque de 2021 e laudo médico para aqueles que declaram comorbidades.

Para agilizar o atendimento, o participante pode preencher o formulário de consentimento on-line.