Eleições 2020 | AM

Eleições 2020: Nicolau alerta sobre saúde da zona rural

Eleições 2020 Ricardo Nicolau | Foto: MARCELO CADILHE
Eleições 2020 Ricardo Nicolau | Foto: MARCELO CADILHE
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Eleições 2020: As Unidades Básicas de Saúde (UBS), especialmente na zona rural de Manaus, precisam passar por uma reformulação, na avaliação do candidato a prefeito de Manaus pela Coligação ‘Pra Voltar a Acreditar’, Ricardo Nicolau (PSD). Em visita a comunidades do ramal Pau Rosa, na zona rural da capital amazonense, na manhã deste domingo (11), o candidato conversou com os moradores e lideranças e discutiu soluções para melhorar a situação de quem vive na região.

Entre as ações prioritárias estão: construir novas UBS na zona rural, ampliar o horário de funcionamento para deixá-las abertas de domingo a domingo, ampliar a complexidade dos atendimentos e equipar com ambulâncias para levar os pacientes dos lugares mais remotos para o atendimento mais especializado na área urbana de Manaus.

“Estamos na UBS do Pau Rosa, vendo a estrutura e a necessidade de ampliar a complexidade, ampliar os serviços para essa comunidade que é tão grande e necessita de atendimentos mais especializados. Aqui agregam muitas comunidades, muitas pessoas. Precisamos trazer mais serviços até pela dificuldade que as pessoas têm em ir para a área urbana de Manaus”, explicou Ricardo Nicolau.

O candidato defendeu a revisão das metodologias de remoção dos pacientes para minimizar os casos que necessitam ser tratados na área urbana de Manaus. “Só conseguiremos isso ampliando a complexidade das UBS, melhorando o serviço de enfermagem e criando espaços para observação, curativos e medicação endovenosa”, afirmou.

Também especialista no setor de saúde, o candidato a vice-prefeito, o médico oncologista e professor universitário, Dr. George Lins (PP), ressaltou a importância de uma reformulação até arquitetônica no modelo das UBSs em Manaus.

A gente observa aqui na UBS do Pau Rosa questões de arquitetura, que dificultam o acesso das pessoas, sobretudo das pessoas com deficiência. A questão da área rural precisa ser tratada diferente da área urbana. Ela não pode estar fechada em pleno domingo. Aqui poderia dar os primeiros socorros numa eventual necessidade e daria condições de chegar até o atendimento mais especializado na área urbana”, avaliou.