Educação | RR

Educação Indígena, começa a receber incentivos em RR

Inauguração do Escola Estadual Indígena Tuxaua Pedro Terêncio. Imagem: Secom - RR
Inauguração do Escola Estadual Indígena Tuxaua Pedro Terêncio. Imagem: Secom - RR
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

A comunidade indígena Marupá, localizada na região Serra da Lua em Bonfim, distante 180 km de Boa Vista, agora conta com uma escola novinha em folha. O Governo de Roraima entregou nesse sábado, 28, a Escola Estadual Indígena Tuxaua Pedro Terêncio.

O evento contou com a presença do senador Telmário Mota e do prefeito de Bonfim Joner Chagas.

A obra foi iniciada em 2008 com recursos de convênio federal, via FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) na ordem de R$ 1 milhão, porém foi paralisada e ficou abandonada por mais de 12 anos.

A atual gestão retomou o convênio e, mediante contrapartida do Estado, finalizou a obra. Os serviços foram executados pela Seinf (Secretaria de Infraestrutura). A escola nova tem quatro salas de aula, banheiros, biblioteca, salas administrativas, pátio coberto, área de serviço, cozinha, almoxarifado e sala de informática. A unidade atende 155 alunos no Ensino Fundamental e Ensino Médio, possui 15 professores e um merendeiro.

O professor responsável pela escola, Nilson dos Santos, disse que a ansiedade era grande e que a comunidade está feliz.

“Hoje estamos muito felizes, isso é uma conquista para nossa comunidade. Acho que aqui na Serra da Lua não existe outro prédio como esse”, afirmou.

A secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, destacou o empenho do governador Antonio Denarium na reconstrução da educação de Roraima.

“Esse é o compromisso do Governo de Roraima, trabalhar seriamente, com austeridade, com respeito aos alunos, professores e servidores, e principalmente zelando pela correta aplicação dos recursos públicos”, enfatizou.

A instituição de ensino recebeu 120 carteiras escolares novas, destas, 12 são destinadas a estudantes canhotos, além de seis kits para refeitório (cada kit com uma mesa e seis cadeiras) e dez cadeiras para professor.

“Com responsabilidade no uso do recurso público, estamos conseguindo refazer a educação de Roraima com mais investimentos na Educação Indígena. São 59 novas escolas a serem reformadas, recuperadas e construídas”, disse o governador Antonio Denarium.

Outras escolas

O Governo de Roraima já revitalizou escolas indígenas com recursos próprios em Normandia: a Escola Estadual Indígena Índio Marajo, na comunidade Guariba, e Escola Estadual Indígena Tuxaua Evaristo, na comunidade Xumina. Todas receberam mobiliários novos: carteiras escolares, mesa e cadeira para professor e kits refeitório.

Em Uiramutã, o Governo vai revitalizar a Escola Estadual Joaquim Nabuco, na sede do município, e a Escola Estadual Indígena Júlio Pereira, na comunidade indígena Uiramutazinho. As revitalizações serão executadas pela Seed. A obra da Escola Estadual Indígena Koko Isabel Macuxi, iniciada pelos moradores da comunidade Enseada, será finalizada pelo Estado.

Ainda em Uiramutã, será feita pela Seinf a reforma geral da escola Estadual Indígena São Sebastião do Cailã, na comunidade Água Fria, e da Escola Estadual Indígena Tuxaua Pedro Barbosa, na comunidade Flexal. A Seinf já está realizando levantamento para elaboração de projeto básico.

Além disso, com recursos de emendas destinadas por parlamentares das bancadas federal e estadual, o Governo do Estado promoverá construções, reformas e ampliações em mais 59 escolas indígenas, contemplando os municípios de Normandia, Amajari, Bonfim, Uiramutã, Alto Alegre, Pacaraima, Cantá, São João da Baliza e Boa Vista.