Brasil

Diferente de Bolsonaro, Vice Mourão diz que tomará vacina: “é uma questão coletiva, e não individual”

Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão | Foto: Internet
Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão | Foto: Internet
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou ontem (11) que vai tomar a vacina contra Covid-19 e defendeu que a imunização é uma questão coletiva, e não individual. Mourão voltou ao trabalho nesta segunda após 12 dias em isolamento no Palácio do Jaburu para tratamento da doença.

“[Pretendo tomar a vacina] dentro da minha vez. Eu sou grupo dois de acordo com o planejamento [do Ministério da Saúde]. Não vou furar a fila, a não ser que seja propagandística”, disse o vice-presidente se referindo à possibilidade de tomar vacina ante do prazo para incentivar outras pessoas a aderirem à campanha de imunização.

“Eu acho que a vacina é para o país como um todo, é uma questão coletiva, não individual. O individuo aqui está subordinado ao coletivo, neste caso”, disse Mourão.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) analisa o pedido de uso emergencial no Brasil de duas vacinas contra a Covid-19: uma é do Instituto Butantan, desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac e a outra desenvolvida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com a Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca, do Reino Unido.