Destaque Saúde | AM

DIA 1: +50 mil pessoas de 45 a 51anos foram vacinadas neste sábado, até as 17h

Vacinação Manaus | Covid-19 \ Foto: João Viana
Vacinação Manaus | Covid-19 Foto: João Viana
Escrito por Zukka Brasil | AM

Aproximadamente 53 mil pessoas da faixa etária de 45 a 51 anos já haviam recebido a primeira dose de imunizante, até as 17h deste sábado, 12/6, nos 57 pontos de vacinação montados para atender o público de 40 a 51 anos, durante a intensificação da vacinação contra a Covid-19, promovida pela Prefeitura de Manaus e pelo governo do Amazonas, neste fim de semana.

A ação, que se estenderá até as 17h deste domingo, 13, está mobilizando diretamente, em torno de 3 mil servidores municipais e estaduais, além dos que estão atuando no suporte ao trânsito, ao transporte e à segurança pública.

Durante todo o horário de atendimento, foram disponibilizados 245 locais de vacinação.

O vice-prefeito de Manaus e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, acompanhou a movimentação no Centro de Convenções de Manaus, o sambódromo, no Dom Pedro, zona Centro-Oeste, e parabenizou o empenho das equipes de saúde e das demais secretarias municipais, que estão atuando na campanha de intensificação da vacina contra a Covid-19.

“Uma ação como essa é algo que está sendo muito aguardado em todo o Brasil, e aqui em Manaus estamos tendo um grande mutirão. Quero cumprimentar o trabalho da secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, e de toda equipe de Saúde pela dedicação, e do prefeito David (Almeida), que dá uma grande demonstração de carinho à população. É visível a emoção e gratidão dessas pessoas por conta da vacina”, disse.

Postos

Neste primeiro dia de intensificação, o movimento nas 48 salas de vacinas das unidades de saúde e escolas foi intenso, mas sem intercorrências. Dos três pontos que funcionarão por 32 horas seguidas, o sambódromo foi o que mais vacinou (3.096), seguido do Centro de Convenções Vasco Vasques (1.911) e Arena da Amazônia (1.737). Dos pontos de vacinação que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vem mantendo desde o início da campanha, o Centro Cultural dos Povos da Amazônia, na zona Sul, recebeu o maior público (3.339 pessoas). Depois dele, o Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, na Cidade Nova, zona Norte (3.139); o Clube do Trabalhador do Sesi-AM, na zona Leste (3.157); o da Universidade Paulista (Unip), na zona Centro-sul (2.939); e o estacionamento do supermercado Coema, na zona Norte (2.304).

Emoção

A autônoma Rosirene Ramos, 48 anos, e o pintor automotivo Almir Rodrigues, de 46 anos tomaram juntos a vacina, na Unip, no bairro Parque 10 de Novembro. “Estou muito emocionada. Estava muito ansiosa, aguardando a minha vez de tomar a primeira dose. Só tenho a agradecer”, disse Rosirene.

Ao chegar nos postos, após passar pela triagem, as pessoas são orientadas a seguir até as estações e esse trabalho, além do suporte no registro, tem sido feito com a parceria das Forças Armadas, desde o início da campanha, em janeiro. No Clube do Trabalhador do Sesi, no Aleixo, membros da Marinha do Brasil fazem esse atendimento. O cabo Sandro Bastos, que atuou durante todo o dia no local, explicou que é preciso ter paciência e saber ouvir as pessoas.

“Fazemos esse atendimento, sempre procurando ouvir e entender a ansiedade de quem chega aqui. O importante é que todos sejam vacinados, que é o principal objetivo dessa ação”, reforçou.

Francineide de Aguiar Aquino, que trabalha como vacinadora na campanha de imunização contra a Covid-19, desde janeiro, disse que o atendimento diário e intenso é cansativo, mas vale muito pelo resultado. “Para nós, que aplicamos a vacina, é muito emocionante vacinar essa faixa etária, tão atingida por essa doença. É cansativo, a gente sente, mas a felicidade de ver tanta gente imunizada, compensa”, declarou.