Amazonas

Desembargador Wellington José Araújo Tomou posse como Presidente do TRE-AM

Desembargador Wellington José Araújo, Presidente do TRE-AM | Foto: Ascom
Desembargador Wellington José Araújo, Presidente do TRE-AM | Foto: Ascom
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Na data de hoje, 08.04, realizou-se, em Sessão Solene do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, a Posse do Desembargador Wellington José Araújo como Presidente da Corte Eleitoral amazonense.

O desembargador Jorge Lins abriu a Sessão Solene chamando a atenção para o fato inusitado de um Vice-Presidente dando posse a um presidente. Alertou para o dever dos membros do TRE-AM em servir, para garantir a legitimidade do processo eleitoral. Prestou homenagem póstuma ao Desdor. Thury, descrevendo-o como um magistrado experiente, competente e dedicado aos jurisdicionados. Ressaltou o desafio enfrentado pelo Tribunal, ao realizar as eleições municipais em meio a uma pandemia. Congratulou ao Desembargador Wellington pela escolha para exercer a Presidência e ressaltou a experiência e competência do magistrado, que o habilitam para exercer a função. Desejou sucesso e bênçãos à administração do Desembargador Wellington.

O Desembargador Wellington José Araújo, em seu discurso de posse, homenageou os Desembargadores Aristóteles Thury e Djalma Costa, lamentando a perda de ambos. Falou que a eleição e posse como presidente do TRE-AM coroa sua trajetória de mais de 40 anos na magistratura, que começou em 1980, no município de Urucará e se estendeu por diversos municípios do Estado, onde fez eleições desde a modalidade antiga, com cédulas e contagem manual, passando também por eleições eletrônicas, conhecendo o processo eleitoral desde sua origem. Assumiu o compromisso de continuar os projetos de seu antecessor, aprimorando-os e debatendo-os com os seus pares. Colocou como metas de gestão o término das obras iniciadas nos cartórios eleitorais do interior, a aquisição dos selos de qualidade pelo TRE-AM e a preparação das eleições de 2022, além do combate à disseminação de notícias falsas. Dirigindo-se aos colegas da Corte, declarou ser uma honra e um privilégio tê-los ao lado nesse que ele conta como último capítulo junto ao Direito Eleitoral, como magistrado.

Após a execução do hino do Amazonas, o Presidente declarou encerrada a Sessão Solene.