Oportunidades | AM

Defensoria Pública realiza concurso para servidores hoje (15/12)

Defensoria Pública
Defensoria Pública
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

A Fundação Carlos Chagas aplica, neste domingo (15/12), as provas do 2º concurso público para provimento de cargos do quadro de servidores auxiliares da Defensoria Pública do Estado (DPE-AM).

O certame oferece dez vagas para Analista Jurídico e Assistente Técnico em sete municípios do interior do Amazonas, além de servir para formação de cadastro de reserva em outras duas cidades.

O concurso tem 6.129 inscritos. Para Coari, Lábrea, Manacapuru, Maués e São Gabriel da Cachoeira estão disponíveis uma vaga para Analista Jurídico (nível superior) e uma para Assistente Técnico (nível médio). Eirunepé e Iranduba terão cadastro de reserva para os dois cargos. A Defensoria planeja instalar novos polos de atendimento nos municípios em que as vagas são ofertadas.

A remuneração inicial para o cargo de Analista Jurídico, cujo candidato deve ser graduado em Direito ou Ciências Jurídicas, é de R$ 6 mil. Já para a função de Assistente Técnico, em que o candidato deve ter Ensino Médio completo, o salário é de R$ 3.531,95.

Locais de prova – As provas no próximo domingo serão aplicadas em dois turnos nos sete municípios com vagas e formação de cadastro de reserva, conforme opção indicada pelo candidato no momento da inscrição. O inscrito que não recebeu o cartão informativo até essa quinta-feira (12/12) pode consultar o local de prova no site da Fundação Carlos Chagas, que é a organizadora do concurso (http://bit.ly/ProvaDPEAM).

Pela manhã, acontece o exame para o cargo de Assistente Técnico.

Os portões dos locais de prova serão fechados às 9h (horário de Manaus).

O candidato deve chegar com, no mínimo, 30 minutos de antecedência, e só poderá deixar a sala de aplicação após duas horas do início da avaliação. A prova do cargo de Assistente Técnico terá duração de três horas.

Durante a tarde acontece a prova para Analista Jurídico, que terá duração de quatro horas. A aplicação começa às 14h (horário de Manaus) e o candidato também deve estar no local pelo menos meia-hora antes do início do exame.

Recomendações – A Defensoria Pública e a Fundação Carlos Chagas orientam os candidatos a levarem o cartão informativo, pois ele contém dados necessários para melhor orientação do candidato.

Somente será admitido à sala de provas o candidato que estiver portando documento de identidade original, como Carteiras de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pelo Ministério das Relações Exteriores e pela Polícia Militar; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por órgãos públicos ou conselhos de classe que, por lei federal, valham como documento de identidade; Carteira Nacional de Habilitação em papel (com fotografia, na forma da Lei nº 9.503/1997); bem como carteiras funcionais expedidas por órgão público.

Outras dúvidas a respeito do concurso podem ser esclarecidas pelo Serviço de Atendimento ao Candidato (SAC) da Fundação Carlos Chagas no telefone (11) 3723-4388. O SAC funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h (horário de Brasília).