Economia | AM

Defensoria Pública da União pede prorrogação de auxílio emergencial no Amazonas

Auxílio emergencial
Auxílio emergencial | Foto: Internet
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

A Defensoria Pública da União protocolou junto à Justiça Federal um pedido para que o auxílio emergencial no estado do Amazonas.

O protocolo realizado na noite de ontem através de uma Ação Civil Pública, pede a prorrogação do Auxílio Financeiro Emergencial à população amazonense, no valor de R$ 300, por mais dois meses ou até que cesse a fila de espera por leito clínico COVID-19 e UTI COVID-19 na rede de saúde pública e privada amazonense.

O pedido foi direcionado à União, à Caixa Econômica Federal e da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev). O Auxílio Financeiro Emergencial deixou de ser pago em dezembro de 2020. O pedido agora aguarda apreciação de juiz da 3ª Vara Federal Cível da Justiça do Amazonas.

“Nós temos no Amazonas uma situação gravíssima de taxa de contaminação, de ausência de atendimento do serviço público que exige que a população faça as medidas necessárias de isolamento social para que essas taxas diminuam e o sistema público de saúde possa dar a resposta à população. Hoje, temos uma fila de 500 pessoas aguardando leitos clínicos e de UTI de Covid”, explica o defensor regional de Direitos Humanos Amazonas- Roraima, Ronaldo de Almeida Neto, que assina o documento de 38 páginas que deu ínicio ao processo.