Destaque Política | AM

CRESCE REPÚDIO !! Gestão de Roberto Cidade já está marcada pela aprovação do título de cidadão do Amazonas à Bolsonaro

Presidente Jair Bolsonaro | Foto: Internet
Presidente Jair Bolsonaro | Foto: Internet
Escrito por Zukka Brasil | AM

Gestão do recém presidente da Aleam Roberto Cidade nem bem começou e já está marcada por uma aprovação “quase” unanime pela Casa do legislativo. Trata-se da aprovação dos deputados estaduais que aprovaram nesta terça-feira (20) o título de Cidadão do Amazonas ao presidente da República, Jair Bolsonaro. Esse movimento não foi bem aceito por milhares de amazonenses e só cresce o protesto e repúdio de entidades da sociedade.

Conforme as manifestações que pipocam nas redes sociais, principalmente, a concessão da cidadania é controversa.

Até um abaixo-assinado foi disponibilizado para pressionar a ALE-AM a recuar da decisão.

Afinal, Bolsonaro é apontado como principal culpado pela morte de muitos amazonenses.

A referência maior é à falta de oxigênio na rede hospitalar que levou dezenas a óbito porque o então ministro da Saúde não foi diligente em buscar solução ao problema que lhe foi comunicado com antecedência.

Tanto que o governo federal é acusado na Justiça por isso e o caso no Amazonas é um dos motivadores da CPI da covid no Senado.

Tão logo a Assembleia Legislativa (ALE-AM) divulgou a aprovação da proposta do deputado bolsonarista Delegado Péricles (PSL), as reações só crescem.

A primeira veio do único voto contrário à honraria entre os deputados estaduais presentes à sessão da assembleia, de Serafim Corrêa (PSB).

De acordo com o parlamentar, Bolsonaro não é merecedor da cidadania porque o presidente subestimou e ironizou a pandemia do novo coronavírus, que até esta segunda-feira (19) levou à morte 375 mil brasileiros.

“Quero deixar bem claro que essa é uma manifestação minha, pessoal, política, partidária. Peço todas as vênias ao deputado Delegado Péricles, com quem tenho uma ótima relação de amizade, mas eu votarei contra esse projeto. O presidente Bolsonaro não tem sido amigo da Amazônia, do Amazonas e de Manaus”, disse Serafim.

“Ele subestimou a pandemia, ele não comprou vacinas quando era para comprar, o seu ministro negligenciou o nosso estado na crise do oxigênio, tudo isso tem trazido sofrimentos para o nosso povo. A Zona Franca vive sendo atacada e o seu ministro da Economia, Paulo Guedes, faz cara de paisagem. Portanto, não voto a favor deste projeto e com todo carinho, respeito que tenho pelos demais colegas que entendam diferente, repito, voto contra”, complementou o deputado.

Em seguida, e igualmente contundente, foi a reação do deputado federal José Ricardo (PT-AM).

Segundo ele, o presidente até acusado de genocida é, muito pelas mortes no Amazonas também.

Com informações de apoio BNC Amazonas