Destaque Política

CPI da Covid: Marcellus Campelo detalha omissão da gestão do ex-prefeito Arthur Neto durante caos pandêmico em Manaus

Escrito por Zukka Brasil | AM

Os caminhos do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto em direção à CPI da Pandemia parecem estreitarem cada vez mais.

Em depoimento agora pela manhã na Comissão Parlamentar de Inquérito que apura a pandemia do Covid-19 em todo o Brasil, o ex-secretário de saúde do Amazonas, Marcellus Campelo deixou claro aos senadores presentes o que foi presenciado por muitos em Manaus em um dos momentos mais tenebrosos da pandemia.

Questionado pelo relator Renan Calheiros sobre a relação conjunta, que legalmente é amparada por uma ação civil pública de 2018, entre o Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus, na ocasião para combater o caos pandêmico que Manaus passava, o ex-secretário afirmou que sua gestão fez ofícios para a Prefeitura de Manaus visando adequação da rede pública da capital, e que teve dificuldades de respostas por parte da prefeitura de Manaus para esse trabalho.

“A organização da rede da atenção primária na cidade de Manaus era de fundamental importância para esse primeiro atendimento à população nos primeiros sintomas, principalmente” disse Campelo

Quando questionado pelo relator Renan Calheiros sobre o que de fato ocorreu entre ambos (governo e prefeitura), o ex-secretário pontuou:

“Então não houve parceria com a prefeitura de Manaus ?” perguntou o relator

Marcellus respondeu:

“Apesar de nossos esforços de buscar essa parceria” no cado com a gestão do ex- prefeito de Manaus Artur Neto.

ASSISTA O TRECHO DO DEPOIMENTO: