Destaque Saúde | RR

Covid-19: Governo de Roraima amplia transparência de gastos no portal

FOTÓGRAFO: Fernando Oliveira
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

Saúde/RR – Para evitar os desperdícios e aplicar corretamente os recursos estaduais, o Governo de Roraima trabalha no enfrentamento à corrupção no Estado. Para dar mais transparência sob gastos do Estado para a COVID-19, o Governo Digital por meio do SEI (Sistema Eletrônico de Informação) desenvolveu uma nova plataforma para o Portal da Transparência.

O projeto foi concluído nesta quarta-feira, 26, e deverá ser lançado no início do mês de setembro. A novidade tecnológica vai permitir à população roraimense acompanhar todos os acontecimentos relacionado ao enfrentamento do Coronavírus, sejam contratações de serviços, aquisições de insumos, informações sobre óbitos, novos casos, ou até mesmo aplicação de testes.

A ferramenta foi apresentada ao governador de Roraima Antonio Denarium que sinalizou positivamente sobre a criação.

“Estamos conhecendo o novo portal de transparência do Governo de Roraima. Após análise sobre as ferramentas de transparência disponíveis determinamos que o Governo Digital criasse uma nova aplicação que permitisse mais clareza e fosse acessível para a população”, declarou Denarium.

Além disso, o sistema também vai permitir uma varredura em diversas bases de dados, inclusive em sistemas do Governo Federal. Atualmente o Estado ocupa a última colocação na transparência em relação aos gastos no combate ao Coronavírus. Segundo o coordenador da Assessoria do Governo Digital, Paulo Torres, após a implantação o Estado subirá no ranking de classificação

“Hoje estamos com uma meta ambiciosa, nosso objetivo, e acreditamos que vamos conseguir sair da última posição e subir para as cinco primeiras na próxima avaliação”, afirmou Torres.

Botão do Pânico

Durante a reunião, ainda em fase de conclusão, a equipe do Governo Digital, apresentou outra aplicação criada por eles: o Botão do Pânico. A ferramenta está dividida em três partes: a primeira será por meio de componentes do celular que vai atender mulheres cadastradas pela Casa da Mulher Brasileira que estão sob medida protetiva.

A segunda é um aplicativo para viaturas, que vai permitir a localização em tempo real e a terceira para a Central de Atendimento destinada a ocorrências relacionadas à violência contra a mulher. De acordo Paulo Torres, a ferramenta é extremamente ‘poderosa’ e vai permitir coletar dados para que posteriormente possam ser transformados em políticas públicas contra a violência.

“Essa ferramenta vai nos permitir coletar dados sobre violência doméstica contra a mulher no Estado de Roraima. O nosso objetivo no futuro é portar essas informações, torná-las públicas, transparentes e gerar algumas nuvens de dados para que a gente possa fazer uma análise e permitir com que sejam praticadas políticas públicas de proteção à mulher com mais eficiência dentro da gestão do Governo”, ressaltou.

Com informações de Wesley Oliveira