Destaque Segurança | RR

Corpo de Bombeiros registra aumento de captura de animais silvestres

Animais Silvestres Corpo de Bombeiros | Foto: ASCOM CBMRR
Animais Silvestres Corpo de Bombeiros | Foto: ASCOM CBMRR
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

Segurança/RR – Nos últimos dias diversas imagens têm tomado conta as redes sociais em Roraima por conta do aparecimento de animais silvestres nas ruas ou invadindo residências na capital e no interior de Roraima.

A grande maioria acaba aparecendo em razão da fuga de locais alagados por conta do inverno. Como Boa Vista e outros municípios são repletos de áreas verdes, isso se torna bastante comum durante o período chuvoso.

O aparecimento desses animais tem exigido um trabalho mais intenso das equipes do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima), principalmente da Companhia de Busca e Salvamento, que lida quase que diariamente com o resgate de cobras, jacarés, tamanduás, porcos espinhos e aves.

O que mais tem chamado à atenção nos últimos dias são os tamanduás-bandeira. Típicos do lavrado roraimense, eles sempre estão rondando o perímetro urbano, e com as fortes chuvas dos últimos dias acabam correndo desorientados em busca de abrigo.

O comandante da Companhia de Busca e Salvamento, Alexandre Capêlo lembra da responsabilidade que as pessoas precisam ter com esses animais para não feri-los ou se aproximar e provocar qualquer tipo de ataque.

“Geralmente esses animais estão muito assustados e não oferecem risco às pessoas, se não tentarem capturá-los. É necessário que entrem em contato imediatamente com a nossa Central de Emergências 193, ou com a Polícia Militar 190 para acionar a Cipa (Companhia Independente de Policiamento Ambiental)”, declarou.

No primeiro semestre de 2019, o Corpo de Bombeiros registrou o resgate de 114 animais silvestres. Já em 2020, no mesmo período, foram atendidas 135 ocorrências, um aumento de 18,42%.

Os animais resgatados pelo Corpo de Bombeiros são levados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) do IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente), no bairro Cidade Satélite, para o tratamento adequado e posterior reinserção no meio ambiente.