Segurança | RR

Coronel Prola é nomeado secretário de Segurança Pública

Coronel Prola é nomeado secretário de Segurança Pública. Foto: Ederson Brito
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

O governador Antonio Denarium assinou na tarde desta sexta-feira, 25, o termo de posse do coronel Edison Prola como novo secretário de Segurança Pública. Ele assume o lugar ocupado até então pelo coronel do Exército, Olivan Pereira, que ficou à frente da Pasta por 16 meses.

Em seu discurso, Denarium fez um balanço do trabalho realizado para a melhoria da segurança pública no Estado nos últimos dois anos e fez considerações positivas sobre o novo secretário.

“Nós temos conseguido resultados excelentes com a redução da criminalidade em Roraima, graças aos investimentos feitos até agora. Agradeço o coronel Olivan que fez o possível para realizar um bom trabalho à frente da secretaria. Agora desejo sorte ao coronel Prola que também possui grande experiência na área de segurança”, frisou.

Além disso, o governador adiantou que irá melhorar ainda mais as ações que vamos fazer mais investimentos em pessoal, em equipamentos e em infraestrutura de prédios.

“Estamos em fase de licitação para aquisição de 155 viaturas, 21 motocicletas, 1.500 pistolas, 300 fuzis, 1.500 coletes balísticos e munições que serão destinadas a toda a força de segurança do Estado”, adiantou.

Após assinar o documento tomando posse do cargo, coronel Prola se disse honrado pelo convite feito pelo governador para estar à frente de uma das Pastas mais importantes, por garantir a segurança à população.

“Recebi o convite com felicidade, porque promover a segurança da sociedade é um trabalho de grande importância. Sei que essa é uma missão difícil, mas tenho certeza que minha experiência de anos na Polícia Militar me dá a certeza de que irei fazer um bom trabalho junto com a equipe da Sesp”, declarou.

Coronel Prola vai contar com o apoio de todos os colaboradores da Secretaria, para que juntos possam ter as condições necessárias para captar recursos para serem empregados em todas as Forças de Segurança Pública do Estado.

“Sempre pautei minha vida pública pela honestidade. Tenho certeza que a experiência aliada com o apoio de todos que fazem a segurança de Roraima, vamos fazer um grande trabalho”, reforçou.

PERFIL

O coronel da Polícia Militar, Edison Prola, de 54 anos, é casado e tem três filhos. Entrou na Polícia Militar de Roraima em 1989. Foi Ajudante de Ordens do governador Ottomar de Sousa Pinto de 1992 a 1994. Posteriormente foi Chefe da Casa Militar dos Governos Ottomar Pinto e Anchieta Jr, permanecendo no cargo por 7 anos.

Além disso, coronel Prola comandou a Companhia PM de Caracaraí, o 1 Batalhão PM e desempenhou diversas funções de Estado Maior da Corporação. Também assumiu a função de comandante Geral da PM nos governos de Anchieta Jr, Chico Rodrigues e Suely Campos.

Dentre as principais ações realizadas destacam-se a criação do CANIL da PM, do GIRO. Implantou a Força Tática em Boa Vista, Rorainópolis e Pacaraima. Implantou 14 Escolas Militarizadas na Capital e interior.

Como chefe da Casa Militar atuou na implantação da CIPA, Colégio Militar, construção do quartel do BOPE, do Quartel do Comando Geral e do Quartel do Corpo de Bombeiros. Além de várias reformas em Destacamentos do Interior. Atualmente Cursa a Faculdade de História, na Estácio Atual.

Carta de exoneração destaca ações do então secretário

O coronel do Exército, Olivan Pereira, ficou à frente da Secretaria de Segurança por 16 meses. Ele assumiu a função em meio às dificuldades pelas quais o Governo do Estado estava passando pela falta de recurso financeiro para investir na Segurança Pública.

Mesmo diante das dificuldades, coronel Olivan atuou fortemente em um projeto de reestruturação da segurança. Durante o período em que esteve à frente da Pasta conseguiu alcançar algumas vitórias expressivas, pelos resultados obtidos no ano 2019 e primeiro semestre de 2020.

“Conseguimos nos manter sempre entre os primeiros lugares entre os Estados brasileiros, na redução de crimes violentos letais e intencionais, especialmente. Dentre as ações de destaque da minha gestão podemos citar a criação da FICCO [Força Tarefa de Combate ao Crime Organizado e a atuação do Centro de Inteligência da Amazônia]”, destacou.

Embora fosse secretário de Segurança, coronel Olivan também acumulou por um breve período, no ano de 2020, a função de Secretário de Saúde, em um momento crítico devido à pandemia do Coronavírus (COVID-19).

“Vivemos um momento de alta instabilidade política e conjuntural a nível internacional, que afetou o nosso Estado. Estivemos em meio à maior Crise Endêmica Mundial o que nos exigiu mais responsabilidade com a segurança da população. Agradeço ao governador Antonio Denarium pela confiança e a toda a equipe de Governo pela troca de conhecimento, oportunidade, orientação, apoio”, reforçou.