Meio Ambiente | RR

Consea de Roraima agora tem carro cedido por meio de convenio entre Seapa e Setrab

Entrega de Carro para o Consea. Imagem: Rodrigo Otávio
Escrito por Zukka Brasil | RR

Cedido pelo Governo de Roraima, por meio da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), disponibilizou um veículo que fora adquirido por meio de convênio, para o Consea (Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado de Roraima).

O veículo foi entregue em solenidade de assinatura do Termo de Cessão, realizada no auditório da Secretaria de Agricultura, com a presença dos secretários da Seapa, Aluizio Nascimento e da Setrabes, Tânia Soares, além dos conselheiros do Consea e servidores. O veículo foi adquirido por meio do convênio 017/16 do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário com o Governo do Estado, em conformidade com o Programa de Segurança Alimentar e Nutricional.

Aluizio Nascimento, destacou que o veículo vai auxiliar o trabalho dos conselheiros.

“A sociedade toda ganha, porque o trabalho que eles fazem é muito importante. A Seapa em nome do governador Antonio Denarium, fica feliz em poder ajudar programas tão importantes, pois auxilia quem mais precisa e está em vulnerabilidade social”, frisou.

Tânia Soares falou da satisfação em contribuir para o trabalho do Consea e explicou que um dos pilares da Setrabes é garantir a segurança alimentar das pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Projetos como o Planta Roraima e, dentro dele, o Minha Horta Cidadã, em que as famílias recebem apoio técnico e financeiro para plantar uma horta na sua residência, para garantir a própria alimentação, além de gerar renda e um ou dois empregos, ou seja, novos postos de trabalho”, finalizou.

Cristiane Thomé, secretária geral do Consea agradeceu a participação de todos e afirmou que o carro será muito útil para as ações do conselho.

“O Consea representa a sociedade civil. Hoje nós recebemos o automóvel e ele irá ajudar as atividades do conselho, que é acompanhar os programas sociais, fiscalizando a aquisição e distribuição de alimentos e a redistribuição de renda. Ou seja, contribuirá com as necessidades da própria sociedade”, afirmou.

Com informações de Secom Roraima