Destaque Saúde | AM

Comitê de Crise contra Covid-19 no AM irá reativar Hospital Nilton Lins

Comitê de Crise SES-AM Hospital Nilton Lins HUGV
Foto: Rodrigo Santos
Escrito por Zukka Brasil | AM

O Comitê de Crise da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), coordenado pelo secretário Anoar Samad, realizou visita técnica ao Hospital de Combate à Covid-19 Nilton Lins e ao Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), nesta semana, para monitorar a estrutura e disponibilidade de leitos. As unidades de saúde poderão ser utilizadas diante de eventual aumento no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Estado e, também, da necessidade de ampliação da rede de assistência.

O Hospital de Combate Nilton Lins está requisitado pelo Governo do Amazonas desde 25 de janeiro de 2021; e se mantém à disposição da SES-AM por precaução. A unidade é exclusiva para pacientes diagnosticados com Covid-19.

“Quando apareceu a variante Delta, achamos prudente não entregar o hospital e observamos por 60 dias. Em novembro, veio o período nevrálgico e ficamos segurando, pois cada hora é uma novidade, como a Ômicron e a H3N2. Estamos com receio de piora nos próximos 15 ou 20 dias, com isso revisamos todo o hospital”, afirmou Anoar Samad.

A estrutura do Hospital de Combate possui 81 leitos clínicos e 22 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) à disposição do Governo. A determinação do secretário é para que a unidade esteja preparada para receber pacientes.

O titular da SES-AM também esteve no HUGV, visitou as instalações do hospital federal e solicitou um Plano de Cooperação no Enfrentamento às SRAGs, incluindo a disponibilização de 54 leitos clínicos e 20 leitos de UTI, que estão desocupados na unidade.