ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Com apoio do Sebrae, a feira de produtos orgânicos retorna no MAPA, na rua Maceió 460, no dia 12 de junho

Sebrae/Am Feira de produtos orgânicos MAPA Amazonas
Foto: Ascom/Sebrae-AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

No próximo sábado, no dia 12 de junho, a feira de produtos orgânicos retorna ao seu antigo local, na sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) do Amazonas, na rua Maceió,460, das 7h às 11h.Trata-se de atividade coletiva organizada pela Associação dos Produtores Orgânicos do Amazonas (APOAM) que volta ao local de origem, depois de quinze meses parada em função da pandemia da Covid19.

“Nós passamos muitas dificuldades durante a pandemia, mas superamos tudo e voltaremos com nossos produtos no sábado”, disse o presidente da APOAM, Genildo de Jesus Zuazo, 57 anos, um dos pioneiros da produção orgânica no Amazonas.

Onze produtores rurais orgânicos de Manaus, Itacoatiara e Presidente Figueiredo vão participar da feira, que tem como principal característica não usar agroquímicos nos alimentos oferecidos aos consumidores.

Nesta direção, ela se insere na Semana Mundial do Meio Ambiente, que iniciou no dia 5 de junho, na defesa de uma produção livre de produtos químicos e certificada organicamente pelo MAPA.O Amazonas tem mais de 150 produtores rurais que produzem alimentos comprovadamente certificados como orgânicos.

Segundo o presidente Genildo Zuazo, os produtores rurais orgânicos conseguiram superar a pandemia, porque durante todo esse tempo entregaram alimentos uma vez por semana aos clientes; eles postavam o que tinham para vender na quarta, os clientes encomendavam até as 19h de quinta feira, na sexta feira colhiam, e no sábado entregavam as encomendas.

“Foi o que salvou a lavoura e nos manteve ativos, mas voltar à feira nos faz bem emocionalmente e creio que teremos mais vendas, mas não deixaremos de atender online, também”.

A mestre em Ecologia Tropical, engenheira agrônoma da Divisão de Desenvolvimento de Projetos de Assentamento da Reforma Agrária do Incra, Acácia Lima Neves, disse:

“O movimento orgânico amazonense é um dos mais promissores, por respeitar a natureza em sua essência sem agredir os alimentos; e que a APOAM, na condição de instituição pioneira na área, inclusive com selo do MAPA de 100% orgânica, tem toda a legitimidade, porque todos os produtores pertencentes à ela respeitam o que determina legislação, razão pela qual o MAPA está acolhendo a feira dentro de suas instalações”.

SEBRAE

Segundo a analista técnica do Sebrae Adrianna Castro, que também é a coordenadora de programas de agroecologia e produção artesanal de alimentos, na Unidade de Atendimento Setorial (UAS); o trabalho do Sebrae com o tema agroecologia iniciou em 2013 com a tecnologia social PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável), uma metodologia de apoio à agricultura familiar.

A parceria inicial realizada através de convênio com a Fundação Banco do Brasil contou com o importante apoio do INCRA – os primeiros contemplados estavam nas áreas em que o órgão mantém projetos. A proposta era a de fazer uma agricultura sustentável, sem uso de produtos tóxicos, com a preocupação de preservar o meio ambiente.

COPA DO MUNDO

A motivação ganhou força pelo fato de Manaus ter sido escolhida em 2014, como uma das sub sedes dos jogos da Copa FIFA de Futebol Mundial. No período da competição, atletas e delegações, mantiveram uma alimentação baseada em produtos orgânicos, o mercado local precisou de incentivo.

Indo ao encontro da proposta do PAIS, foram somadas às ações do Programa Sebrae 2014. Ganhando consistência para se transformar em projeto no ano de 2015. Ampliando o escopo para a produção artesanal de alimentos de empresas familiares. Desde então, o Sebrae Amazonas intensificou a qualificação de agricultores na zona rural de Manaus, Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo, entre outros.

PARCEIROS

Sempre em conjunto com os demais parceiros institucionais, como Embrapa, UEA, IDAM formando uma rede, com o objetivo de ampliar os territórios de atuação e integração, que recebeu o nome de REMA/Rede Maniva de Agroecologia, sem caráter jurídico e partidário, formada para unir agricultores, consumidores, técnicos, estudantes, representantes de instituições, simpatizantes e interessados em contribuir com a melhoria da condição de vida dos agricultores.

CRESCIMENTO

O atendimento realizado inicialmente para 10 famílias cresceu e, atualmente, abrange mais de 150 famílias – que também estão em Iranduba, Careiro Castanho e Careiro da Várzea. A meta é duplicar o atendimento até o final de 2021, e introduzir novas regiões. A integração com a rede de parceiros garante entregas consistente e de qualidade para o agricultor e para a sociedade. Pois o Sebrae e a rede formada acompanha desde a regularização de documentos – encaminhando aos órgãos responsáveis – trabalhando ativamente para acessar os diversos modelos de mercado.

ESSENCIAL

Ela destaca que o Sebrae tem sido essencial na transformação social e econômica dos grupos de base, agregando valor ao produto, gerando renda, a manutenção do bioma amazônico, através dos sistemas agroflorestais, incentivando o resgate da cultura alimentar tradicional, as plantas alimentícias não convencionais, e abrange a segurança alimentar e nutricional.

SERVIÇO

Quando:12 de junho
O que: Feira de produtos orgânicos
Onde: MAPA na rua Maceió, 460
Hora: 7h às 11h