Economia | RR

Cerca de cinco mil pessoas já foram cadastradas no Auxilio Empreendedor

Cadastramento de benefiários do Programa Auxílio Empreendedor . Imagem: Arquivo
Cadastramento de benefiários do Programa Auxílio Empreendedor . Imagem: Arquivo
Escrito por Zukka Brasil | RR

A Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social) abriu as portas neste domingo, 18, das 8h às 12 horas, para cadastrar pessoas, com atendimento já agendado, no programa Auxílio Empreendedor do Governo do Estado, criado para auxiliar os autônomos, microempreendedores individuais, agricultores e indígenas, em razão da pandemia da covid-19.

O cadastramento começou na quinta-feira, dia 15, e os atendimentos prosseguem em quatro Secretarias até a próxima quinta-feira, dia 22.

De acordo com a diretora do Departamento de Políticas de Emprego, Trabalho e Renda, Isadora Braga, até o momento, aproximadamente cinco mil pessoas já foram cadastradas. Os beneficiários com cadastro aprovado receberão R$1.500, pagos em três parcelas de R$500.

“A Setrabes já realizou mais de mil inscrições. As outras Secretarias estão fazendo o atendimento simultaneamente e cerca cinco mil pessoas já estão cadastradas”, ressaltou.

Segundo a diretora, na Setrabes, o atendimento é para microempreendedores e autônomos e serão distribuídas, até o dia 22 deste, 200 senhas por dia.

“Estamos entregando, até o último dia de inscrições, 200 senhas todos os dias pela parte da manhã, com agendamento de atendimento mais para frente, para evitar aglomerações”, explicou.

Sobre a análise dos cadastros, Isadora esclareceu que será feita por uma equipe de assistentes sociais que, além das avaliações da documentação apresentada, fará visitações para que o benefício seja dado a quem realmente precisa.

Ela destacou que o benefício é de extrema importância, porque é um dinheiro que vai circular nos comércios e, além de garantir auxílio ao público alvo, fortalecerá a cadeia econômica.

“O beneficiário poderá comprar um equipamento, acessórios, carne para o seu churrasquinho. É um dinheiro que vai circular. Você imagina dez mil beneficiários que vão receber R$1.500. Será uma injeção de R$15 milhões no comércio. É um programa que beneficia a pessoa que está recebendo, a sua família e toda a economia local”, frisou.

Programa gera oportunidades para empreendedores.

A autônoma Sandy Hígara, 28 anos, disse que está desempregada e fez o cadastro no Auxílio Emergencial, porque viu a oportunidade de aumentar o estoque e poder comprar material para trabalhar.

“Se eu for aprovada nesse auxílio, vou conseguir comprar material para trabalhar. Faço macramê, rede, cadeira, todo tipo de artesanato, inclusive vestuário, sandálias e cintos. Isso é o que tem me mantido ainda mais nesse momento de pandemia em que as coisas aumentaram. Achei bem legal essa ideia, ter essa oportunidade de gerar uma renda extra”.

Na expectativa de ter seu cadastro aprovado, o ajudante de serviços gerais, Darclei Lopes Lemos, de 34 anos, contou que está desempregado e com a mulher grávida.

“Estou aqui para fazer o cadastro e espero que dê tudo certo, não só para mim, mas para todos que necessitam”.

Também com esperança de ser contemplada no programa, a autônoma Aurilene Alves de Oliveira, de 34 anos, disse que será muito bem-vindo o auxílio nesse momento de pandemia.

“Vendo caldo de cana e pastel, mas as vendas estão fracas. Tem dia que não vendo nada, tem dia que vendo um pouco. Está difícil a situação da gente que é autônomo e trabalha com venda. Estamos precisando muito, tenho três filhos, todos menores de idade e sou separada. Se for aprovado, esse auxílio vem em boa hora”.

Além da Setrabes, inscrições estão sendo feitas em outras três secretarias.

Artistas e produtores de eventos devem procurar a Secult (Secretaria de Cultura), agricultores, pescadores e feirantes devem se cadastrar na Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Os indígenas dos municípios do interior estão sendo atendidos exclusivamente na Secretaria do Índio. Podem solicitar o auxílio indígenas agricultores, autônomos, microempreendedores, que trabalham na área de cultura ou em qualquer outra atividade que se encaixe no público alvo.

Os interessados devem se dirigir aos locais de inscrições, munidos dos documentos necessários para o cadastro.

Na Secult, que funciona no mesmo prédio do Palácio da Cultura, no Centro, os atendimentos vão das 8h às 18h. Na Seapa, das 7h30 às 13h30. Na Setrabes, das 14h às 18h, e na Secretaria do Índio, das 8h às 13h.