Saúde | AM

CARNASAÚDE – ‘Esquenta SUS Frei Folia’ anima usuários em UBS e alerta sobre doenças

CARNASAÚDE
Escrito por Zukka Brasil

Usuários da Unidade Básica de Saúde Frei Valério, da Prefeitura de Manaus, na Rua Bom Jesus, Novo Israel, zona Norte, participaram nesta sexta-feira, 22/2, do Carnaval da Saúde, com o “Esquenta SUS Frei Folia”. A mobilização carnavalesca aproveita o embalo da época para alertar sobre a importância da prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e o cuidado com a saúde bucal, com ênfase para a “Doença do Beijo”, a Mononucleose Infecciosa.

 

“Nós temos um compromisso de reduzir os casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis nas comunidades e a presença dos moradores em mobilizações desse tipo é fundamental para que o processo seja ainda melhor aplicado. A época de Momo traz uma preocupação a mais, porque sempre é registrado um aumento do número de casos”, alertou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

 

Dentro da Unidade Frei Valério, o dia foi acompanhado de marchinhas de carnaval e fantasias que transformaram o ambiente num baile com muita informação para os usuários, sobre tabagismo, prevenção à dengue e malária. O evento é organizado pela UBS Frei Valério e Distrito de Saúde Norte (Disa Norte), com o apoio das Associações de Moradores, Lideranças comunitárias do bairro Novo Israel e Conselho Local de Saúde (CLS).

 

Idealizado pela diretora da unidade, Aline Maia, o CarnaSaúde passou a dispor de toda a estrutura da UBS para inclusão de pessoas da comunidade aos serviços como corte de cabelo e limpeza de pele. “Temos o foco nas doenças ocasionais, mas nos preocupamos também com o bem-estar e autoestima da população local”, declarou Aline, destacando que além dos atendimentos convencionais, o foco foram as ISTs com teste rápido de HIV e Hepatite, distribuição de preservativos e orientação para a mononucleose infecciosa.

 

Mononucleose

A mononucleose, também conhecida como mononucleose infecciosa ou doença do beijo, é uma infecção causada pelo vírus Epstein-Barr, transmitido através da saliva, que provoca sintomas como febre alta, dor e inflamação da garganta, placas esbranquiçadas na garganta e ínguas no pescoço.Este vírus pode provocar infecção em qualquer idade, mas é mais comum causar sintomas apenas em adolescentes e adultos, sendo que as crianças normalmente não apresentam sintomas e, por isso, não precisam de tratamento.

 

Embora a mononucleose não tenha um tratamento específico, tem cura e desaparece após uma ou duas semanas. O único tratamento recomendado inclui repouso, ingestão de líquidos e uso de remédios para aliviar os sintomas.“Além da mononucleose infecciosa, nós estamos chamando atenção para a sífilis, a candidíase e a herpes. Todas causadas pelo contato com pessoas infectadas. Nós recomendamos o uso de preservativos durante as relações sexuais, incluindo o sexo oral”, alertou o cirurgião-dentista, Sérgio Toledo.

 

Para a dona de casa, Adrielle Viana, o clima carnavalesco ajudou a diminuir a ansiedade da pequena Sarah Viana, de quatro anos, que foi à unidade para atualizar a imunização. “A Sarah sempre fica apreensiva se vai doer ou não. Desta vez, foi diferente”, disse Adrielle.

 

 

Texto: Agnaldo Oliveira Júnior / Semsa

Fotos: Altemar Alcântara / Semcom

Deixe um comentário